sábado, 30 de julho de 2011

Apologia à obesidade.

Significado de Apologia

s.f. Discurso ou escrito que defende, justifica, elogia uma pessoa ou coisa: fazer a apologia da reforma.
Elogio, louvor, glorificação: fazer a apologia da virtude.


Pegaram o significado da palavra? Pois então, eu tenho um DESAFIO pra todo mundo que lê este blog: ENCONTRAR UMA MARCA DE ROUPA PLUS SIZE QUE FAÇA ALGUMA APOLOGIA À OBESIDADE. Quero que vocês procurem uma loja de roupa plus size ou de algum evento que diga que a obesidade é a melhor coisa do mundo e que todo mundo devia ser obeso pra usar essa marca X. Porque o que eu vejo por aí são marcas que INCLUEM  o obeso, o gordo ou o que vocês preferirem. Porque eu sou gorda sim, mas tenho o direito a me vestir certo? Bom, de acordo com umas e outras a moda plus size não passa de ilusão e de apologia à obesidade. Quer dizer toda e qualquer marca ou serviço pra um grupo exclusivo é, de acordo com essa pessoa em questão 'apologia'. Bom, isso dito por alguém que tem um blog pessoal de dieta, coisa que devo considerar, seguindo esta mesma lógica apologia à anorexia. CERTO (Valeu pela idéia Paulinha!)???? Voltando à idéia da inclusão, o que eu vejo são lojas que vestem tamanhos que vão além dos magazines populares. Apologia? Não, uma necessidade do mercado. Porque, vamos pensar num outro cenário pra não me chamarem de bitolada, pensa nas pessoas que calçam 44, 45 e precisam de sapatos maiores que os da maioria? Qual o problema em se ter um lugar onde essa pessoa possa comprar seu sapato sem ter que levar porta na cara de vendedor dizendo que AQUI NÃO TEM O SEU TAMANHO? A lógica é a mesma com o gordo. E tem mais: eu sou gorda e posso comprar uma roupa legal pra mim, eu não preciso usar  um saco de batatas porque sou gorda né? Porque isso seria muito A LETRA ESCARLATE - romance em que uma mulher adúltera era obrigada a usar a letra A pra que todo mundo a julgasse. Quer dizer, de acordo com o raciocínio da pessoas eu sou além de obesa, infeliz e NÃO POSSO USAR o que está na moda, porque isso é apologia à obesidade. E se eu aplicar essa lógica da apologia a obesidade vou ter que começar a fechar restaurantes e a parar de vender certos produtos porque eles ENGORDAM e portanto são os carro chefe da minha campanha pró-obesidade. Desde que estou na blogsfera, na fatoesfera - e isso tem quase 10 anos - sempre batí na tecla de que o importante não e ser gordo e nem ser magro. Isso não é uma guerra. Eu não odeio os magros, nem sou infeliz porque não sou um deles. A separação se dá na cabeça das pessoas que não se aceitam como são. Porque seja você magro ou gordo o importante é ser feliz. É nesse ponto que a Moda Plus Size apoia o gordinho: ela nos diz e nos mostra que se você se ama e se aceita como é a moda bem como outros campos tem espaço pra você. Você não precisa ser um pária da sociedade porque é diferente, você não precisa ser excluído. DIVERSIDADE minha gente, essa é a palavra que pipoca em nossas ouvidos nos últimos anos. INCLUSÃO é outra. E não é só pra mim GORDA. É pro negro. Pro homessexual. Pro judeu. Pro deficiente. Pro alto. Agora eu nunca ví nesses anos todos em que eu ví grifes plus size abrindo - e fechando - nenhuma delas dizendo que você DEVE ser gordo (imaginei agora uma cena de uma menina querendo emagrecer e a dona de uma loja plus size brigando com ela pra ficar gorda, HAHAHHHAHHAHAH o quão surreal é isso?) mas que se você é gordo, se optou por isso e é feliz como é, existe todo um mundo pra você. Isso é apologia? Ilusão? Motivo pra todo mundo ficar cagando regra do QUE ACHA? Porque esse é o mal de muita gente que se diz blogueiro. Confundir opinião pessoal com REGRA. Confundir ACHISMO com VERDADE ABSOLUTA. Sem lembrar que não existe verdade absoluta e que por mais que você diga e repita uma coisa, isso não faz dela verdade. Você acha que todo obeso é infeliz? VOCÊ ACHA, o que não necessariamente diz que isso é verdade. Então por favor, você tem direito à sua opinião. Mas eu tenho direito a minha e se elas não coincidirem pode ficar tranquila amiga que eu não vou impôr o meu pensamento. Não tô aqui pra ensinar ninguém a pensar ou a viver. Cada um é responsável pelo próprio caminho. Só lembra que a sua liberdade de sair dizendo o que acha acaba no momento em que eu também tenho o MESMÍSSIMO direito.



E pra quem se pergunta que texto é esse eu digo que não vou linkar nada aqui e nem fiz nenhuma menção direta, simplesmente porque não vou dar ibope nenhum pra quem vem me esculhambar, simples assim. E porque eu não estou interessada em expôr ninguém ao ridículo. nem à esculhambação pública. Só quero colocar pra fora o que penso, nada mais que isso. 


E sim, eu do alto dos meus 126 - ou mais - kilos sou feliz. Tenho altos e baixos como qualquer pessoa, mas aprendí desde cedo que a minha felicidade não pode ser medida na balança. E desafio QUALQUER pessoa a provar que eu não sou. Não que eu precise provar nada pra ninguém. Mas vocês sabem, tem gente que acha que sabe tudo. Mas não tem nada não, vivendo e aprendendo né? Pra essas pessoas o meu abraço bem fofinho e gostoso.

Beijos, Ana Paula.