segunda-feira, 18 de abril de 2011

Carne de segunda e outras divagações.

Boa tarde pessoal, hoje eu vim bater um papo com vocês e chamá-los para uma reflexão, porque estou eu mesmo neste momento refletindo e porque não quero ser arbitrária, quero ouvir opiniões. Lendo o Beleza Sem Tamanho desta semana eu ví que a atriz Fabiana Karla, recém operada do estômago, deu uma entrevista ao site EGO falando sobre sua cirurgia e junto com esta entrevista a atriz posou em várias fotos exibindo o corpo 20 kilos a menos. Até aí, tudo bem, o que gerou polêmica foi uma declaração da atriz na referida entrevista, vejamos: 

"Durante a recuperação da cirurgia, que durou 45 dias, Fabiana quis que o namorado, o uruguaio Bruno Muniz, não ficasse por perto, e o mandou visitar a mãe no Uruguai. “Ele me apoiou muito, mas preferi me recuperar da cirurgia longe dele. Ficamos sem nos ver por um mês. Quando ele voltou, eu era outra pessoa. Como ele adora carne, fiquei brincando que ele deixou uma carne de segunda e, quando voltou, encontrou um filé mignon” (risos)"

Muita gente desgostou do comentário entendendo como depreciativa a comparação com carne de segunda com uma pessoa antes de uma cirurgia, ou seja, vários gordinhos e gordinhas por ai que não operaram por opção ou falta de condição. No Twitter Fabiana declarou que como faz humor pode rir de si mesma o quanto quiser.  Na minha opinião, Fabiana pode ter feito o comentário realmente como uma brincadeira consigo mesmo, sem pensar nos outros. No entanto isso não exclui o fato de que algumas pessoas se sentiram ofendidas com a comparação feita pela atriz, por isso acho que é preciso tranquilidade para tentar entender o lado de quem se sentiu ofendido ou até chateado pela declaração da atriz, uma vez que muita gente a tem como exemplo de aceitação e de auto estima (é claro que ela tem direito de mudar seu pensamento e não é porque ela é exemplo pras pessoas que ela não pode fazer o que quiser, só estou dizendo que isso é uma coisa a se considerar).  Particularmente, eu acho que a declaração podia ter sido dada de uma outra forma, mas eu não posso querer que ninguém aja de acordo com o que eu penso, certo? Também acho que a gente deve sempre ficar atento às super interpretações em que a gente pega uma coisa que alguém falou e transforma em algo muito mais sério. É fato que quem tem a vida pública sofre o martírio de que "tudo que você disser poderá e será usado contra você". Não odeio e nem desgosto de ninguém e nem concordo com posturas lidas no próprio Twitter de que as pessoas que se sentiram ofendidas com a declaração de Fabiana sejam "mal amadas, tristes ou invejosas". Todo mundo tem o direito de questionar, assim como ela tem o direito de falar o que bem entender. E isso não tem nada a ver com estado de espírito ou mesmo a vida sexual de ninguém. É o que eu disse acima, você tem uma vida pública, tem todo um público que te acompanha e que muita das vezes se identifica com você. E daí tem que haver alguma sensibilidade na hora de falar certas coisas para esse seu público. Se isso não aconteceu não vamos nos apoiar na crença esfarrapada de quem faz questionamentos é MAL AMADA.  Afinal, questionar, ponderar e indagar isso é próprio da nossa espécie, taí a filosofia que não me deixa mentir. Dizer que alguém está com iveja ou tem a vida sexual morna é falta de uma boa resposta.
E então pessoal, o que vocês acham? Vocês acham que existe uma super interpretação do que a humorista disse ou vocês acham que Fabiana foi realmente infeliz em seu comentário?Lembrem-se que o espaço é de vocês, comentem aí as opiniões! Lembrem-se é claro de se manterem respeitosos nas opiniõs porque cada um tem o direito a sua!

Um beijo, Ana Paula.


6 comentários:

Renata Cotta disse...

Como já falamos no Twitter, não vou mais dar bola pro que a Fabiana fala. Não gostei dela dizer que era carne de segunda e virou filé. Até porque ela não pensou nas consequências disso. E se um dia ela voltar a engordar? Aí eu quero ver ela admitindo ser carne de segunda novamente!! É complicado isso... Eu sou filé! Nunca deixei de ser!! Huahauahuahauha! Beijos Ana! Muito válido o seu pensamento!

Papu Morgado disse...

achei super infeliz... eu acho q temos direito a livre expressão, mas detesto pessoas se autodepreciando em público, mesmo q seja de "brincadeira"
e muitas pessoas do mundo plus fazem isso. já somos criticadas, condenadas e julgadas pelo lado de fora. se vc msm se acha tao ruim acho muito, muito triste. emagrecer, fazer cirurgia etc é opçao pessoal, mas falar de si mesmo nestes termos, acho lamentável. o humor, nestes casos, me parece uma defesa. bjao

GRUPO DE ESTUDOS MAGDALA disse...

Acho o caso da Fabiana, o caso clássico da suposta ex-gordinha que nunca se aceitou, porém pagava de mulher bem resolvida, que ao emagrecer, entende que o mundo ficará aos seus pés. Ainda que acima do peso, penso em emagrecer, isso não quer dizer, q o fato de eu ser plus size hoje, e tentar em vão quem sabe, virar um suposto tamanho normal, vá fazer de mim, uma mulher melhor. Que na verdade é o que ela quer passar... que ela virou um mulherão agora. É meio besta isso, pq ela foi tão acolhida pelo movimento plus size, lucrou mto com isso, para hoje. só pq ela emagreceu, querer dizer que é melhor... não digo de condições de vida, digo como mulher... A prova da real baixa auto estima dela, foi ter afastado o namorado. O erro dela para mim, não foi operar, e sim querer dizer que é melhor hoje, no geral, só pq operou, ou seja, qndo ela se considereva gordinha ( o q ela ainda é, nunca será magra para a midia) era uma de nós, agora ela é superior pq?

Ana disse...

Gostei tanto do seui comentário que vou publicá-lo, Grupo de Estudos.

GORDIVINAS! disse...

Eu faço minhas as palavras da Papu.
Eu particularmente perco o tezão de ler um blog onde a pessoa se auto deprecia o tempo topo, chamando aquilo de "humor"...pra mim tem outro nome...problemas psicológicos.
Acho que todas nós buscamos diariamente se amar e sempre estar com a estima lá no céu...então nem perco mais tempo com a Fabiana Karla. Como ela mesma afirma, lida com o humor = palhaça.
Parabéns pelo post.
Beijosssss

Negras e Advogadas! disse...

Querida,
Eu concordo com todas as opiniões acima, a FK vivia fazendo papel de :eu me aceito como sou. No fim, descobrimos que é tudo mentira.
Palhaçada, viu!
Beijinhos