sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Na esfera do "fala o que pensa" obesidade é apenas uma doença.

Eu já falei neste blog que para mim existe uma diferença colossal entre ser franco e ser mal educado. A maioria das pessoas adora dizer que "fala o que der na telha", mas na maioria dos casos as pessoas são completamente insensíveis ao que as outras pessoas pensam. O franco é além de tudo um egocêntrico. O que importa é apenas o que ELE  pensa. A única verdade aceitável é a sua verdade, que por sinal é irrefutável, pois quando você o questiona você está, de acordo com ele, 'morrendo de inveja' e pronto, fim do argumento. Claro gente que eu não vim aqui defender a desonestidade, muito pelo contrário, acho que a verdade sempre tem que prevalecer. Mas que verdade é essa que mais serve para intimidar, ofender do que para trazer alguma luz? Estou fazendo toda esta introdução para comentar um texto sobre pessoas gordas. O texto,  (me desculpem, mas eu não vou fazer referência nenhuma diretamente) é como muitos outros que já lí na net, uma tentativa de julgamentos e verdades absolutas sobre os obesos: somos todos doentes e invejosos. A pessoa que escreveu o texto não me interessa e eu jamais vou expor alguém aqui, mas enfim, a pessoa que escreveu o texto tem todo direito do mundo a ter uma opinião, eu acredito que a obesidade precisa sim ser olhada com seriedade. Aqui neste blog a gente preza a saúde acima de tudo e nós sabemos que a obesidade pode chegar a limites nada saudáveis. Mas mesmo obesa, doente de acordo com a classificação eu não posso ter autoestima? Eu tenho que me odiar a todos os momentos porque sou obesa e doente (de novo doente é um adjetivo que o autor deste blog usou para nos classificar). Então vamos seguir esse raciocínio e brincar de silogismo: GORDOS SÃO DOENTES. DOENTES DEVEM SE ODIAR. Logo, se você tem qualquer doença meu amigo, abandone o amor próprio. Ela só é permitida aos saudáveis. Vá, se destrua e se odeie, porque afinal de contas você é doente, você é obeso e os obesos só merecem chicotadas e é claro, passar fome, pra deixarem de ser tão doentios. Afinal, só existe um lado na história e toda opinião é unilateral. Quando você descobre que alguém ficou irritado com seu texto você persegue a pessoa e continua dizendo as suas verdades, porque né, o franco sabe que tem razão. O franco tem SEMPRE razão. Nós, do outro lado da história, os obesos, os doentes, os pobres coitados só morremos de inveja. E a nós só nos resta uma eternidade de autopunição e falta de estima, afinal de contas, ninguém quer ser como nós. Obrigado por ser tão sincero e honesto. Obrigado pela franqueza. Nós agradecemos. 

Atenciosamente.


PS: desculpa o desabafo pessoas, mas tem dia que eu me canso de ler as mesmas coisas over and over again. 

4 comentários:

Glorinha disse...

Li seu "desabafo", gostei das suas contestações,porém é complicado manter uma autoestima elevada quando vivemos num mundo de "barbies"....quero deixar claro que falo por mim somente....:(

Abraço & sucesso!

Papu Morgado disse...

Ana, como sempre eu assino embaixo do que você disse. Não tenho nem palavras para dizer o quanto é importante desvincular auto estima de "doença".
E começar a desmitificar esta idéia estúpida de que todo "obeso" é doente. Mesmo que fosse self hate também não traz nenhum, mas nenhum benefício e inclusive, comprovadamente, prejudica e muito a saúde.
Também acho um sacoooo ficar ouvindo sempre as mesmas m... mas , fazer o quê? A gente continua!!!
Conte comigo sempre!
Ah! Te dei um selinho no Curvely Fashion! E obrigada por indicar o curvely me!
Beijinhos minha linda!

Litha disse...

Ana, isso é uma coisa que muito me irrita também!

Tem como dar a própria opinião sem precisar ofender os outros. Mas tem gente que tem necessidade de desprezar o gordo, não sei se é uma necessidade de se autoafirmar ou algo assim. Afinal, que mal eu faço pras pessoas sendo gorda? Absolutamente nenhum. Que essas pessoas têm a ver com o MEU peso? Acho que elas têm mais é que cuidar das suas vidas e me deixar em paz, sendo gorda.

TS disse...

Ana, estou absolutamente sem tempo ultimamente.

O post está excelente. Irretocável. Parabéns.

TS