sábado, 24 de outubro de 2009

a culpa é da obesidade

Baseado num post que eu ví no Curlveliciously Me que eu me lembrei da consulta à ginecologista há algumas semanas. Não estou dizendo que todos os médicos são assim, mas eu achei a minha médica um tanto grosseira com relação à minha pessoa. Entendo também que os médicos se preocupam com o nosso estado de saúde e quando vêem a gente mais obesa sei lá, devem ficar com medo da gente ter um piripaque alí, na frente deles, como se fôssemos uma bomba relógio (ano passado a médica tirou a minha pressão estava alterada ela disse que eu ia ter um avc a qualquer momento, entrei em pânico). De novo, eu acho essa preocupação válida, ainda sim, achei a médica ríspida. Eis o diálogo (parte dele):
- E dieta?
- Tenho consulta marcada com o endócrino agora em novembro, então na verdade estou só reduzindo a alimentação, mas quero ir ao médico antes.
- Uai e precisa ir ao médico para quê?
- Porque eu estou cansada de fazer dietas loucas da minha cabeça. Quero um profissional me ajudando a pensar, orientando, que me peça exames.
Ela me olhou com a cara mais brava do mundo e disse:
- Mas isso você pode fazer sozinha. Não precisa de médico. Vocês ficam esperando ir ao médico como se ele fosse solucionar o problema todo. Tsc (acho que ela teria dito affe se o contexto permitisse).
- Ué, mas tem algum mal em querer consultar um médico profissional? A gente não vive ouvindo por ai que temos que consultar um médico para tudo?
- É, mas você está obesa. (agora imagina isso num tom de raiva mesmo)

Bom eu vou parar por aqui porque o ponto nem é o que a médica disse, mas como ela disse. Uma agressividade sem precendentes e sem necessidade, era a primeira consulta que eu fazia com ela, eu não gostei e só fiquei alí porque eu já estava no meio da consulta, mas eu fiquei magoada porque não é a primeira vez que um médico "solta os cachorros" no fato de eu ser gorda. Não gostei porque geralmente em consultórios médicos eu fico mais nervosa do que o habitual e essa psicologia de agressão não funciona muito bem comigo. Como eu disse, eu acho que é do trabalho do médico se preocupar mais com a minha saúde do que meu cabeleleiro, mas nem por isso todo espirro que eu dou é culpa da obesidade e eu acho que o médico precisa ter tato, como em qualquer profissão na lida com as pessoas - que são seu objeto de trabalho, não são? -. Na minha profissão se o aluno vai ser reprovado e eu sei disso eu chamo para conversar e tento ajudar, jamais dizer: olha Fulano, você é muito burro e vai repetir de ano. E eu acho bem feito. Enfim, eu só acho que deveria haver respeito em qualquer relação, se eu for gorda, magra, verde de bolinhas azuis, porque sem respeito, NÃO DÁ.

13 comentários:

Solange Maia disse...

sem comentários... pena você não ter citado o nome da profissional, pq se eu soubesse passaria bem longe...

falta de delicadeza, e, na minha opinião de profissionalismo também !

beijo

Litha disse...

Bah guria, tá coberta de razão. Como que alguém consegue ser grosso desse jeito?

Por isso que adoooooro a minha ginecologista, ela conversa super na boa, não me assusta, tem tato. E nenhum médico meu me tratou assim até agora, se tratasse, acho que eu saía no meio da consulta mesmo, soltando palavrões.

Bazar da yasmin disse...

Oi querida, eu sempre leio seu blog, mais esqueço de comentar ;/ Mais esse seu post me fez ficar indignada, como alguém pode uma paciênte assim!? Olha eu até comentei algo bem parecido no blog da Litha, eu sei até onde as pessoas podem ser grosseiras, tenho um irmão que é um poço de "doçura", e cada frase que ele fala me deixa com vontade de ser enterrada viva ;/ Ser gorda(o), hj em dia é deprimente as vezses, por mais que você se sinta bem, se ache bonita, sempre tem pessoas assim pra te tratar dessa maneira ;/

Marina Melino disse...

É impressionante cm NENHUMA das nossas realizações conta por causa do nosso tamanho. É cm se nada tivesse valor enquanto estivermos gordas. E o mesmo acontece qdo encontramos qq problema, seja fisico, emocional, afetivo: vc é gorda! Emagreça! Ah se a solução fosse essa... os magors viveriam para sempre e felizes hahaha

Natasha disse...

Pra mim, tudo bem... eu já sei que obesidade é um problema grave e que não temos que nos contentar em sermos obesas e temos que nos cuidar...
Agora, acho que médico ainda por cima deveria saber mais do que qualquer um que ao contrário do que a sociedade pensa, não somos obesas porque queremos... tem muitos fatores biológicos e emocionais que contribuem, e ainda acham que é falta de esforço nosso... já vi muita gente fazendo todos os tipos de dieta e nada... eu acho muito válido procurar uma endocrinologista, ela me ajudou, me passou um remédio bem fraco que me ajudou MUITO na minha compulsão alimentar viu... eu só consigo emagrecer com a reeducação alimentar do Vigilantes do Peso... acho que muita gente jáouviu falar.. é bem legal, mas não pode deixar de ir, pq as reuniões realmente ajudam muito e da pra adaptar a alimentação na nossa vida...

quanto a essa medica eu mandava tomar no cu na hora e saia...

Monicastela disse...

adorei o site e este post...tbem sou professora, a gente tem que ter muito tato pra lidar com todos, pq nao o médico?
parabéns pelo site, é minha primeira visita, voltarei sempre!

Papu Morgado disse...

Oi Ana,
Já passei por essa situação algumas vezes e estou até com um certo pavor de ir ao médico, confesso. Já deixei de ir a medicos várias vezes por conta da insistência em emagrecimento. Há algum tempo venho procurado estar com médicos legais e que nos vejam como pessoas, não como números na balança. Já passei por grosserias e opiniões lamentáveis, mesmo quando pesava 60kg. A maior parte dos médicos tem essa premisa de obesidade como causa de todos os males, mas acho que o que temos que fazer é nos informar, um site ótimo para isso é o Shapely Prose e o Cotidiano Gordo tb fez um post mto legal sobre medicos que maltratam. Tb sou professora e prezo muito a delicadeza com os meus alunos. Este lance dos médicos serem agressivos tb não funciona comigo e tenho pensado mto neste assunto, no quanto eu estou com horror de médicos, traumatizada com este tipo de conduta. Foi bom ler seu desabafo, me ajuda a pensar mais em alternativas para pensar em como solucionar este problema. Minha sugestão: não volte nesta médica, vc deve ser tratada com respeito e não com atitudes invasivas. Talvez vc possa escrever uma carta falando como ela foi grosseira e que isso não condiz com a prática da medicina, afinal, "first, do no harm" que é o lema dos médicos. Tem um blog com esse nome tbmto legal. Ufa, falei montes mas este assunto mexe muito comigo! Beijos, Papu

Simone disse...

Já passei por isso, e me sinti assim como vc!!! O fato de não ter tido nem tipo de reação me dixou ainda pior.Não devemos ficar passivos perante a isso, devemos denuncias!!!Fique bem viu!!!Bjs

Jessica disse...

Isso acontece até frequentemente, como ultimamente eu andava me mudando bastante passei muito por essas coisas, a última e achei a pior foi quando fui no endocrinologista:

Ele: Então quando vamos marcar a cirurgia para diminuiur seu estômago?
Eu: Mas eu só vim aqui hoje por causa do meu hipotireoidismo, se quiser me passar alguma dieta ou alguma tabela para emagrecer....
Ele: Não, já não tem jeito, você não emagrece mais!

Detalhe: Primeira consulta, tenho 27 anos e peso 111, e aí acho desolador?? Imagina eu!

**Má** disse...

Nossa... tem "profissionais" que perdem a chance de instruir bem seus pacientes... Eu acho que vc tá muito certa em querer ver um médico, ele vai te pedir exames e te passar uma dieta de acordo com as suas necessidades... Não é apenas reduzir... é saber como, qto e o que reduzir... Espero que vc ja tenha mudado de gineco!!! Beijinhos

●๋•ναηєѕѕα●๋• disse...

minha nossa! sabe que passei a mesma coisa com uma endocrinologista e passei quase a mesma coisa, foi lá pra ela me ajudar e sai de lá magoadissima, eu estava no topo dos meus 150kg obesa mesmoooooooooooooooo
e sai de lá pior doque entrei, fui lá pra me sentir melhor, mais a minha sorte foi que naquele mesmo dia, encontrei nos corredores do hospital meu anjo da quarda o Dr. Marcelo Almeida com ele eliminei de vez da minha vida 45kg ainda estou entratamento mais muito feliz, pois alem de meu médico ele é meu amigo, oque fez toda diferença... médicos estão lá pra nos atender e preoculpar-se com nossa saúde e não pra serem preconceituosos...

Bjinhus linda espero que vc encontre um anjo da quarda igual ao meu...

lecirene disse...

Ana,não há comentários a fazer! A gente teria que matar uma pessoa com tanta falta de tato. Deixa prá lá, viu? Primeiro,nós temos que descobrir realmente se nos gostamos assim. E mandar todo mundo pro inferno!
beijos

Sue disse...

Deixa ela pra lá, procura um nutricionista e pronto! Infelizmente muitos médicos são assim.