sexta-feira, 15 de maio de 2009

Autoaceitação


O que é a autoaceitação (escreve tudo junto mesmo?)? O próprio nome já explica. Autoaceitação é quando você se aceita exatamente como é. Seus erros, defeitos e falhas, tudo faz parte do pacote de quem se autoaceita. Mas porque eu estou falando disso aqui? Porque acredito que muitas gordas e gordinhas tem problemas em se aceitarem como são. Eu levei muito tempo para me aceitar como sou e baseado nessa experiência eu vim aqui escrever. Ainda encontro alguma resistência, mas tenho lido coisas bastante interessantes a respeito e acho que com a maturidade você aprende a gostar mais de você pelo que você é, até porque você passa a se ver mais com os seus olhos e menos com os olhos dos outros. Na famigerada adolescência, passamos muito tempo nos vendo com os olhos dos outros. A gente então passa mais tempo "dando bola" ao que os outros dizem do que prestando atenção em nós mesmos. Não é uma crítica, é uma fase que eu sei que a maioria das pessoas passa.

- Pausa para um PS gigante: é claro que eu não posso generalizar 100%. Tem gente que já nasceu sabido e que nunca teve problema nenhum de autoaceitação. Eu tive minha infância, adolescência e só comecei dar um jeito nisso lá na fase mais adulta, mas ainda estou em processo. Pausa do PS gigante finda -

E porque a autoceitação é tão importante? Porque ela contribui diretamente para a nossa autoestima. Quando mais você se aceita como é, mais se gosta mesmo aonde teoricamente você tem defeitos e falhas. Uma coisa passa pela outra. Quem se ama se aceita e quem se aceita se ama - mesmo que tenha que fazer alguma reforma íntima - e quem se ama é feliz, portanto, vamos refletir seriamente sobre como lidamos com as nossas características - as boas e as ruins - vamos refletir em como nos tratamos no dia a dia, porque daí vem a chave para uma vida mais feliz, podem ter certeza. Nesse processo vale se reconhecer como pessoa e como responsável pelos erros e acertos. É claro que outra característica inerente do ser humano é querer mudar, evoluir e melhorar aqueles pontos que ele reconhecer não ser tão bons. Não estou falando em não mudar. Mas estou falando em se amar como você é. Por exemplo: eu sinceramente não gosto da minha barriga, não tenho problemas com gordura em nenhuma parte do meu corpo, exceto o abdômen. Eu me amo como sou, mesmo tendo uma barriguinha saliente. Isso não impede que eu queira eliminar a barriga, que eu faça umas abdominais por aí. Mas eu não sou infeliz pela barriga, não mais. Entendem? Quem se aceita entende que tem seus problemas, quer melhorá-los, mas não se amarga por isso. Porque com esse barrigão eu desfilo por aí, eu vou ao clube e não deixo de fazer absolutamente nada. Ele faz parte de mim. Se um dia eu perder melhor pra mim, mas se eu for barriguda o resto da minha vida não morrerei por isso. Não sei se me fiz entender 100%¨essa coisa de autoaceitação é nova inclusive para mim então enquanto eu venho aqui partilhar isso com vocês eu estou na verdade fazendo a minha própria reflexão. De qualquer maneira gostaria de ouvir o que vocês pensam a esse respeito e para aquelas que se interessaram pelo assunto, deixarei o link de uma matéria bem legal que eu lí aqui na internet sobre autoaceitação. O link é esse ó (basta clicar no ó, heheh). Um beijo a todos e se amem muito!

4 comentários:

Tatiana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tatiana disse...

Ótimo texto, além de verdadeiro em tudo.
Quanto mais a gente tem a autoaceitação que é igual a autestima, mais a gente se ama, ama o proximo, ama a vida e tudo que se faz nela, pq tudo flue mais gostoso e naturalmente. Para estarmos bem com qualquer coisa, pessoa ou ambiente, temos que estar sempre de bem conosco.
E com certeza quando ficamos mais maduros a gente começa a compreender melhor o que essa paavra "autoaceitação" significa e começamos a trabalhar nossa mente para coloca-la em prática.
É isso ai.
Acho que esse texto reflete em quase que 80% das pessoas acima do peso, abaixo do peso, branca, negra e em fim de qualquer tipo.

Mari disse...

Sabidíssimo texto! ;-)

Simone Negrone disse...

Parabéns !!!!!!!!!
Vc me abriu os olhos.

Obrigada