sexta-feira, 10 de abril de 2009

Só é gordo quem quer - ?????


Quem nunca ouviu esta clássica frase? Eu não sei vocês minhas amigas, mas eu já. E não foi uma vez só não. Veja bem o meu caso: minha mãe é uma fumante inveterada, fuma há aproximadamente trinta anos. No geral, ela se preocupa bastante com a saúde, para “compensar” o cigarro ela faz bastante exercício físico. Aos quase cinqüenta anos, goza de uma saúde muito regular. Até aí tudo bem, mas a minha mãe acha que o problema dela é mais difícil de resolver do que o meu sempre. Aliás, eu já ouví ela mesmo falando essa frase, “só é gordo quem quer” ou numa variação “emagrecer é fácil”. Sei que ela não fala por mal, ela se preocupa com a minha saúde e bem estar, mas porque a maioria das pessoas acha que a obesidade é uma simples questão de escolha? Quem escolhe ser visto com outros olhos, ser ridicularizado na infância e adolescência e passar – na maioria dos casos – tentando por uma vida inteira se aceitar como é? Claro que eu não quero generalizar, mas acontece com muita gente, ainda acontece comigo, pelo menos. E também não que eu ache que é impossível emagrecer, mas me incomoda quando as pessoas acham que é simplesmente fazer uma dieta, alguns exercícios e pronto, eu vou virar a Gisele Bundchen! E isso sem ninguém nem querer saber se eu quero de fato ser a Gisele Bundchen, por que na cabeça das pessoas, o sonho de todo gordo é ser magrinho. Eu pergunto a quem quer que esteja lendo: é isso mesmo? O sonho de vocês é ser a Gisele Bundchen? Eu só posso responder por mim e a resposta é não! A obesidade é uma doença, mas a maioria das pessoas acha que é um desleixo. O gordo é visto como o mais relapso dos seres, porque ele em tese não cuida de sua aparência. Então o gordo é rotulado e criticado constantemente, afinal, na cabeça da maioria desleixo é uma coisa fácil de resolver. O problema é que a obesidade não, pelo menos não tão facilmente. Ainda outro dia eu estava lendo uma reportagem de uma moça que perdeu 100 kilos sem a cirurgia bariátrica. Meus parabéns a ela é uma vitória e tanto sobre o corpo, mas fiquei incomodada com o tom – “tá vendo bando de gordo, é fácil” – da reportagem. Perder 100 quilos é uma proeza nos dias de hoje – eu mesmo me contentaria com 20 quilinhos, juro – e a moça da reportagem conseguiu graças à ajuda externa – médico, nutricionista, um personal trainer para definir que tipo de exercício ela podia ou não fazer e é claro uma ajuda psicológica. Voltando ao que eu disse lá atrás, apenas pra concluir e fazer o meu ponto aqui: não é que eu ache que é impossível emagrecer, de jeito nenhum. Eu sei que com a orientação certa é possível sim. Mas eu também não gostaria que as pessoas pensassem que é extremamente fácil, que me basta fechar os olhos e me concentrar. Emagrecimento requer disciplina, força de vontade e apoio que muitas vezes não temos. Não me sinto desleixada ou inferior por ser gorda ao contrário, sinto-me feliz, feliz de verdade porque quando eu me olho no espelho eu honestamente não vejo uma mulher gorda. Eu vejo uma mulher. Linda, inteligente, sexy e equilibrada, uma mulher que aos poucos vai descobrindo seu caminho na terra das mulheres de biquíni.

3 comentários:

kalli disse...

Ana ,

Eu tbm fico puta qnd me perguntam pq nao emagreço , eu expliko que apesar de nao comer tanto eu nao tenho facilidade para emagrecere , expliko que sei que se eu passar o dia na academia eu vou emagrecer mais nao to disposta a isso ate pq eu nem kero tanto assim emagrecer .

Axo que quem nao se aceita como gordo eh bem mais facil emagrecer , pq eu ate tento mais eu amo o que vejo no espelho e nao vejo razao p/ me sacrificar não .


bjsssss

Renata disse...

Bom o fato de achar q só é gordo quem quer é semelhante ao fato achar q depressão é frescura. O que me intriga é q num mundo de tamanha "GLOBALIZAÇÃO",onde os meios de comunicação são inúmeros,tem gente que ainda pense assim.Isso realmente me entristece pq essas mesmas pessoas realmente acham q a beleza ideal é a beleza imposta pela sociedade ou pela moda. Particularmente, Deus me livre de ser uma Gisele Bundchen (sei lá se é assim q se escreve),sempre achei ridiculo mulheres magras demais,sem peito,sem bunda,sem contorno, e sinceramente não sei se elas realmente se sentem felizes ao se olharem no espelho e verem uma TÁBUA.Dinheiro é muito bom é claro e eu gostaria de ganhar a quantia que elas ganham,mas não me sujeitando ao que elas se sujeitam.É bem cômodo Ana para sua mãe dizer q emagrecer é fácil e parar de fumar não.Será? Os fatores psicologicos q dificultam o emagrecimento podem ser os mesmos q dificultam o fumante deixar o tabaco.Mas vcs já ouviram falar em algum lugar do mundo que existe cirurgia p que os fumantes parem de fumar? Eu já fumei e sei como é dificl parar,mas eu parei.As pessoas não te olham torto pq vc fuma,mas te olham torto pq vc está acima do peso, pq vc é gordo ou muito gordo.Elas te reparam e te julgam,analisam as formas,as roupas,se vc vai caber na cadeira do onibus,do cinema ou se a cadeira de plástico vagabunda daquela lanchonete vai te aguentar.Equanto isso a mídia despeja no meio de comunicação mais acessivel à população mundial "tv" a propaganda de cigarro,os prazeres e a saciedade q ele causa...faz-me rir. Comer também causa essas saciedades,esses prazeres e muito mais,porém se eu engordo eu faço mal a mim mesma mas se eu fumo eu faço mal a uma gama de pessoal e principalmente è camada de ozônio. Não estou defendendo a obesidade,só queria deixar bem explicito como a preocupação vem de regras impostas,do preconceito,dos pensamentos pequenos de muuuuuuuuuita gente. Ninguem é "GORDO" pq quer,se fosse tão fácil emagrecer milhares de pessoas não morreriam na fila do SUS esperando por uma cirurgia bariatrica.Nninguém passaria constragimento em lojas na hora de comprar uma calça,uma roupa diferente de sacos gigantescos e estampados.Gordos teem vaidade,gostam de se vestir bem e merecem estar na moda queiram ou não simplesmente pq gordos são seres humanos,são gente,teem vontades,desejos,sonhos,pensam,amam,choram e sorriem.Saiu a lei p obesos terem prioridade em onibus,nos assentos da frente.O obeso paga a passagem roda a roleta e senta na frente,enquanto isso o constragimento o consome pq ele sabe q lá trás estão sentados os magros,ou não tão gordos que conseguem passar pela maldita roleta, e eles estão observando e se perguntando pq ele rodou a roleta,pagou a passagem e sentou na frente.Mas noooooooossa com somos ingratos e mal agradecidos,o governo se preocupou em lançar uma lei q diz q obesidade é doença e q o gordo tem direito de subir e descer pela frente, de ter uma assento preferencial.Entao o governo não é bom?Respondo...com tristeza mas respondo.Sai bem mais barato p o governo mandar colocar adesivos de assento preferencial nos transportes e aceitar q o obeso desça pela frente do q adaptar as roletas p ele,para q ele passe decentemente como qualquer pessoa,sem constragimento,obesidade pode ser um fator de doença,uma deficiencia do organismo,mas quem gosta de ser doente ou deficiente? Eu mesma já observei vários deficientes q se sentem constragidos ao se sentarem na frente,não passar pela roleta,subir e descer pela porta da frente. A própria lei é preconceituosa.E o dinheiro dos impostos que pagamos?
A passagem que custa os olhos da cara? Diminuir a quantidade de ferros emaranhados que ficam ao redor da roleta impedindo a passagem de uma pessoa maior sairia tão caro assim? Não, eu não queria ser uma Gisele Bundchen,pq a realidade em que ela esta inserida é bem diferente da minha,ela é uma em um milhão e o q está envolvido aqui não é somente o corpo esbelto e esguio dela mas uma realidade que gira em torno de tudo isso.Eu estaria muito feliz sim se estivesses muitos quilos a menos do que estou hoje mas pretendo continuar tendo formas de uma brasileira,de mulher que trabalha,que tem familia,filhos...uma mulher q se sente bem ao estar mais magra,até pq é mais saudavel mas realmente uma mulher com formas e volume.Isso particularmente é uma coisa minha,talvez e existe muita gente por ai que deseja ficar magérrima e usar manequim 38 ou 36.Agora imaginem eu que uso 50 e já usei 52 entrar numa calça 36 ou 38 .......talvez eu não seria mais eu. Não que eu seja apenas um corpo com gorduras e que eliminando elas eu vá perder minha personalidade,muito pelo contrário.Mas estamos falando de realidade...imaginem.Palmas para aqueles que conseguem emagrecer seja através de dietas ou cirurgias,felicidades a eles.Mas é muito fácil também para aquele que tem pais abastados ou uma condição finaceira estavel e muito boa dizer p um gordo pobre q é so fazer redução que emagrece rapidinho e q tudo deu certo.Um bom convenio custa caro e estamos num pais onde tem dias q não se tem nem o q comer no prato e nem por isso se está magro.O velho ditado cabe aqui "é fácil sentar em cima do próprio rabo e falar do rabo alheio".

beijos
Renata

Renato disse...

Bom eu tinha 140kg, em 1 ano resolvi emagrecer e emagreci fiquei com 82kg sempre fui obeso des de criança ou seja é tudo uma questão de vontade propria. E acho correto dizer que so é gordo quem quer.