quarta-feira, 1 de abril de 2009

Quando criei este blog, há alguns dias, eu fui à caça de imagens que pudessem ilustrar e enfeitar esse meu espaço. Imagem de pessoas gordas ou relacionadas a isso. Então fui ao Google procurar algumas imagens - inclusive quem conhecer um site melhor pra buscar imagens, me indica? - e coloquei na caixa de pesquisas a palavra "gordinhas". Para minha surpresa, as primeira páginas que encontrei com imagens de gordinhas eram - com algumas poucas excessões - todas relacionadas ao crescente fetiche com gordas. Em grande parte as imagens eram de cunho sexual ou sensual e em poucas imagens eu conseguí me identificar, ficando em partes um pouco frustada em minha busca. Não porque eu não ache que não somos e não devemos ser sensuais e sexuais. Eu mesmo me considero pra lá de sexy sem nenhuma falsa modéstia, mas me entristece saber que algumas pessoas vêem isso, entendem? Quando falamos em gordinhas hoje em dia, parece que por obrigação precisamos ser sexies, gostosas, deliciosas, apetitosas e de uma certa forma "objetificadas", isso é, acabamos virando apenas um objeto. E de novo, nada contra ser uma "gordinha sexy" gente. Apenas me incomoda o rótulo. O estereótipo. Vejo por aí muita menina que se esconde debaixo de máscara de "gordelícia" e tem mil e uma fotos sensuais - e sexuais também - mas que na verdade tem em seu interior uma auto estima do tamanho de um caroço de azeitona. As fotos, a pose e até as atitudes vem na verdade como uma tentativa de auto afirmação, seja pelos elogios, seja em busca de um companheiro que as faça sentir desejadas. O que as pessoas não entendem é que NADA exterior pode reafirmar a SUA BELEZA. É uma coisa na qual VOCÊ acredita ou não. E quando você acredita, as pessoas passam a acreditar junto com você. Não quero com esse post dar lição de moral em ninguém, ou levantar nenhuma bandeira casta. Eu acho que o que é bonito tem que ser mostrado. Mas quando alguém se mostra, está buscando apenas a aprovação alheia? Ou é uma satisfação pessoal de verdade se sentir linda, desejada, gostosa e sexy? Acredito que nós temos que ser sempre o nosso próprio foco e temos de ser nossos maiores fãs também. Me digam vocês: vocês são seus fãs de verdade? Beijos e abraços, Ana.

7 comentários:

Vanessa disse...

Oi Ana! tudo bem?
Concordo com vc, hj em dia a apelação sexual pras gordinhas esta de mais, tb odeio esses rotulos, que só nos fazem nos sentir objetos de "consumo" nesse sites de relacionamento tipo orkut isso é oque mais tem... é horrivel...

tem um site que é de desenhos de gordinhas, tem uns desenhos bem legais lá não sei se vc já viu é o www.toilgirls.com espero ter ajudado... bjos

Parabéns pelo blog esta cada vez melhor

Fabio Rodrigues disse...

OI Aninha, excelente matéria, apesar de não condenar a pornografia ou o erotismo pesado, devo concordar contigo quanto a massificação do esteriótipo GG no sentido sexual, fetichista e depreciativo...

Tenho aqui alguns links, de artistas de muito bom gosto que tratam do tema GG (ou BBW):

www.ianardo.com/ - Desenhos à Lápis de cor
www.geocities.com/beenhanced - Pinturas em Preto e Branco
www.divincenzogirls.com/ - Site com Pin-ups, bastante sutil

Espero que goste...beijo

TAMARA MATTOS disse...

ANA!!!AMEI SEU TEXTO, O BLOG ESTA LINDO!!POIS É, LENDO OQ VC ESCREVEU ME VEIO A MENTE TANTAS COISAS Q JA ACONTECERAM COMIGO.INCLUSIVE, O FATO, DE ME SENTIR USADA DE VERDADE!NÃO EH FACIL!QUANTO AO Q VC DISSE SOBRE NOS AMARMOS PRIMEIRO..ISSO EH A UNICA VERDADE EM Q ACREDITO PLENAMENTE HJ EM DIA.
PRECISEI ME AMAR PRIMEIRO MUITAS VEZES NESSES ULTIMOS TEMPOS!DOI, MAS EH MUITO IMPORTANTE!!!

Bigg Estilo disse...

Isso ae Ana. Concordo plenamente com você.
Se fico feliz vendo as gordinhas ganhando espaço, por outro lado, me entristeço por ver tanto apelo sexual vinculado a nossa imagem.
E não vou ser hipócrita, todas nós gostamos de elogios, de nos sentir desejadas e queridas, ainda mais perante um histórico de tantas recusas e frustrações que o padrão de beleza elucidado pela mídia impõe.
Mas acho que pior que não ser desejada é ainda ser esteriotipada como vulgar.
Eu lamento que a baixa auto-estima de algumas gordinhas acabe as fazendo vítima deste tipo de situação.
E eu, no contexto de plus size girl, faço o possível para reverter essa imagem e dar dicas para as gordinhas ficarem cada vez mais lindas, explorando uma beleza real.
Eu tenho um blog com dicas de moda e beleza para gordinhas, e sei que de uma forma ou de outra, isso as faz se sentir melhor. Pois abordo um tema que é decisivo na vida de toda mulher, que vai além de simplismente escolher a roupa certa, mas de aceitar e achar bonito seu corpo independente da forma que ele tenha.

Ana, conte comigo para virarmos esse jogo. Queremos elogios sim, mas pela nossa classe, nossa elegância, nossa simpatia e inteligência.

Parabéns pelo blog!!!!

Grande beijo, Keo Becker.

Luciane Maciel disse...

O que você escreve é exatamente o que aconteceu comigo. Fui pesquisar sobre esse tema na net e só vi exposições que me deixaram chateadas. Gostei muito do seu texto, parabéns!!!

Simone Cardoso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Simone Cardoso disse...

Oi,concordo plenamente com vc e infelizmente vivemos em uma sociadade sórdida que temos que lutar a cada dia para tirar esse rótulo.|Beijão