sábado, 26 de dezembro de 2009

Pequena Nota

Eu não sabia que Renata Vaz ia aparecer na novela Viver a Vida. Fui surpreendida hoje quando fui olhar o blog e ví algumas atualizações comentando. Fiquei imensamente orgulhosa e imensamente feliz de saber que ela lá estava e comovida com o seu depoimento, porque o esforço da Renata é também o esforço de muitas de nós, somos todas "mulherões" e estamos lutando pelo nosso lugar ao sol. Portanto à Renata, o meu sincero obrigado e também os parabéns porque é só com muita garra que se consegue as coisas e isso, essa paulistana tem de sobra. Beijos a todos.

PS: Para quem quiser ver o depoimento, visite o blog da Renata.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Lista de desejos & Twitter

Ei pessoal, já mandaram seus pedidos para a lista de desejos? mundogege@gmail.com

E no Twitter, quem ainda não está nos seguindo: www.twitter.com/mundogege

Vamos lá pessoal!

Beijocas, Ana Paula.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Calendários


 Meninas, vocês gostariam de aparecer num calendário só com gordinhas e bem sensual? Já pensaram no assunto? Se não pensaram ainda, pensem rápido, porque ainda dá tempo de participar da promoção da Fabiana Karla : Fabiana está convocando todas as gordinhas para fazerem um calendário sensual - e de acordo com ela também despojado - para melhorar a autoestima de quem está acima do peso. Serão 11 escolhidas - sendo a 12ª a própria atriz - entre participantes com mais de 18 anos e que enviarem até o dia 22 de dezembro - data limite da promoção - uma foto de lingerie ou sensual e uma autorização que cede os direitos de imagem (o modelo da autorização está no próprio site da atriz linkado sobre o nome da própria) para o email: calendariorecheado@fabianakarla.com.br . Desejo a todas as meninas que forem participar BOA SORTE! Pena que são só 11 escolhidas porque eu tenho certeza de que existem muito mais beldades por ai que dava para fazer muitos outros calendários! E falando em outros calendários...



A Haz Editora lança agora no dia 20 de dezembro um calendário com meninas plus size. O ensaio, feito pelo fotógrafo André Banyai foi todo inspirado nas Pin Ups (que são símbolos de feminilidade e sensualidade) e está uma graça. Todas as fotos que ilustram essa matéria foram feitas pelo André para o calendário. Eu particularmente acho essas iniciativas louváveis, porque além de nos deixar linda de morrer com essas roupinhas fofas e esse look ainda mostra que gordinha (e gordinho, porque não) pode sim ser versátil na hora de um ensaio fotográfico, pode sim ser sexy, pode ser lindo, PODE SER O QUE QUISER. Não somos limitados pelo peso, que isso fique bem claro. Vocês podem conferir mais fotos do calendário no blog do projeto Somos Mulheres Reais ou no site do Terra que também tem mais imagens e mais informações. No site do Terra foi colocado uma enquete perguntando se os internautas aprovavam o calendário e um incrível número de 87% (esse resultado é parcial, uma vez que a enquete ainda está aberta) deles disseram que sim, que eles aprovam o calendário.


Como vocês podem ver queridos, 2010 já promete ser um ano muito especial para nós fofuxinhos.

Beijos em todos. Ana Paula.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Lista dos desejos

Bom, o Natal está chegando e eu resolví fazer uma lista de desejos pra publicar aqui e também saber dos leitores o que eles querem de Natal, então mande seu email para mundogege@gmail.com com uma foto sua e me responda, O QUE TEM NA SUA LISTA DE DESEJOS PARA O NATAL? Vou publicar todas as respostas aqui! Mas atenção: só vale mandar a sua lista até dia 23 de dezembro, okay?

Segue a minha lista de desejos:


Sandália Via Uno da coleção Marrakesh.

Vestido da Palank (infelizmente não coneguí imagem).



Livro: Mulheres que correm com os lobos



Chapéu de praia - quero um pretinho



Macacão - esses são da Elena Miró


Bom pessoal, essa é a minha lista de desejos.
E a sua? Mande para a gente, vamos publicar aqui! mundogege@gmail.com

Beijos, Ana Paula.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Mundo GG Responde

Olá pessoal, vocês sabiam que temos uma seção para divulgar dúvidas de leitores? É o Mundo GG Responde, em que vamos responder a todas as perguntas feitas por vocês leitores. Ou pelo menos, tentaremos - rs - . Já tivemos uma dúvida aqui sobre moda e comportamento e hoje temos mais uma sobre um assunto que está aí, bem próximo: o verão. Então vamos à dúvida da Renata Marques:

"Olá eu adoro usar biquini, mas ultimamente está difícil de econtrar algum larguinho e em tamanho grande! O último que eu comprei e adorei foi um da loja Catvi, o modelo chama anos 60, uso só a parte de baixo dele porque na parte de cima eu gosto dos modelos de amarrar. Vocês por algum acasao tem algum site onde venda desse modelo em tamanho grande? Estou precisando e não encontro em minha cidade, é super dificil encontrar, moro em Marília-SP! Estou indo viajar em janeiro! Ficaria muito grata se puderem me ajudar!"

Na verdade eu vou aproveitar a pergunta da Renata para falar um pouco mais sobre a moda verão 2010, tentando é claro ajudar a Renata.


Muitas das vezes nós gordinhas temos medo e vergonha de ir à praia ou clube. Sentimos vergonha do nosso corpo e acabamos nos escondendo. Além do mais, até um tempo atrás, as opções de moda praia eram muito escassas. Eu mesmo só encontrava maiôs do tipo nadadora e geralmente escuro ou num estampado nada convidativo. Mas como o mundo plus size passa por uma evolução, assim passa o mundo da moda. Além de modelagens mais modernas e joviais contamos com todo o aparato praia, como saídas de praia e acessórios, pensados exclusivamente para nós gordinhas. É claro que esse mercado ainda tem muito que crescer e em algumas cidades ele é bem limitado, mas eu acredito que a mudança está começando e logo teremos uma gama maior de produtos por ai. A boa notícia é que os maiôs estão com tudo nesse verão e nós recomendamos os modelos com forros e sustentação pois eles dão mais graça e beleza ao corpo. Se você quer apostar nos estampados prefira estampas geométricas, mas fuja das circulares e dê preferência aos modelos com fundo escuro. Agora, se a opção são os biquínis o ideal é escolher um biquíni com a parte debaixo mais larguinha para que não fique nenhuma gordurinha querendo sair do traje. Se você tem busto grande, os modelos frente única são excelentes em realçar seus atributos e se você tem quadris largos a calcinha ideal é aquela que aperta o bumbum e o quadril.

Andei pesquisando algumas lojasem Marília para a nossa querida Renata, mas devo confessar que pela Internet não encontrei nada satisfatório. Encontrei sim, alguns sites que não são de sua cidade e que tem moda praia bem bacana. No entanto para maiores informações é necessário visitar os sites e descobrir o que mais lhes agrada. Mas aqui vão os nomes de algumas grifes que eu achei bem legal no quesito moda praia (os dois últimos ficam inclusive no estado de São Paulo, então Renata, fica mais acessível para você chegar né?)

(no Clube da Lingerie eu achei um biquíni como a Renata queria, de amarrar)

Então, meninas, agora é só escolher o modelito, uma praia bem linda e se jogar na areia! Só não esqueçam por favor do protetor solar e de tomar bastante água nesse verão okay?

Beijocas, Ana Paula.


terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Futuras mamães barradas em hospital

Em Somerset na Inglaterra as futuras mamãe com IMC (índice de massa corpórea) superior a 34 não são admitidas no Weston General Hospital. Ao invés disso as mamães precisam andar mais de 30 kilômetros por um hospital que as atenda que é o Saint Michael's Hospital em Bristol.Um funcionário do hospital explicou que o mesmo não está equipado para lidar com partos complicados: "Nossa preocupação principal é com a segurança das mães que aqui tem seus bebês. Mães com IMC alto tem riscos mais altos de sangramento e de precisarem de cesariana  ou ainda complicações como o ombro do bebê ficar preso no osso púbico." Ele acrescentou: "Nosso centro é popular porque muitas mãe não querem seus partos em centros de alta tecnologia." Qual o problema nisso? Como disse a autora de The Well Rounded Mama: Nem todas as mulheres de peso tem uma gravidez com complicações, mas o hospital assume que se seu IMC é maior do que 34 você certamente terá problemas. Ninguém quer negar que uma gravidez com uma mulher acima do peso possa ter suas complicações, mas muitas mulheres não tem absolutamente nada! Assim como na história da faculdade que excluiu alunos pelo IMC, agora hospitais estão rejeitando pacientes pelo mesmo IMC. Mas vem cá, o IMC é a única medida de saúde agora? Ninguém está interessado em fazer uma investigação mais minuciosa, algo como alguns exames - não entendo nada de medicina, mas tem de haver - para saber se aquele parto é de risco? Quero dizer e se amanhã os médicos resolvem não tratar alguém pelo peso? Como é que vamos fazer? Vamos simplesmente deixar acontecer? E como a blogueira de Well Rounded Mama finalizou: Meu peso não dá a você o direito de fazer escolhas por mim ou ditar que médico eu posso ter ou que tipo de parto eu estou autorizada a ter. Este é o meu corpo e eu EU decido.


Fontes: Telegraph e Well Rounded Mama .

Beijocas, Ana Paula.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

GGaleria de Arte

Oi pessoal, criei uma seção nova no blog que vai se chamar GGaleria de Arte. Aqui pretendo colocar imagens, fotografias, desenhos ou qualquer expressão de arte que exalte a nossa beleza GG de cada dia. Procurem sempre nos marcadores por matérias novas com esse tema, porque uma coisa é fato: o mundo gg está em expansão (e olha que eu nem me refiro a esse blog, rsrs) e apesar de ainda sermos um número pequeno a tendência é ouvir cada vez mais palavras como GG, plus size como tantas outras que designam a parte da população que não está no padrão Barbie de viver. Além do mais é maravilhoso ver como a arte está em todo lugar - me desculpem, sou uma entusiasta incurável - e como pequenos gestos podem significar tanto para pessoas que como eu gostam de ver mais do mundo real tranformados em pequenas jóias artísticas. Se alguém tiver uma dica legal por favor, mandem para o nosso email: mundogege@gmail.com


Bom, introduções a parte, eu gostaria de mostrar um artista que certamente vê as mulheres - de qualquer tamanho - de um jeito todo especial. Estou falando de um artista chamado Les Toil e cujo o trabalho me deixou muito feliz. Les cria Pin-Ups gordinhas e cheias de graça em seu website e qualquer uma pode ser inspiração para essa maravilhosa criação - é claro que ele cobra por isso e não é lá muito barato, mas o trabalho é impecável e fica exposto no site oficial. Les vem fazendo este trabalho desde 1998 e como conta uma amiga em seu site: Les, num dos seus impulsos criativos incorporou sua admiração da clássica arte pin up com sua admiração por mulheres grandes. Ele criou uma rede que está em constante crescimento entre as mulheres grandes e seus admiradores. Eu coloquei aqui apenas duas gravuras, mas o site está recheado de lindas gravuras, vale muito a pena dar uma conferida no site pessoal! Espero que vocês tenham gostado dessa pequena introdução, um beijo a todos e uma excelente semana! Ana Paula.

http://www.toilgirls.com/exh1.html

domingo, 29 de novembro de 2009

"Pelo menos você não vai ficar gorda"


Ok, o mundo começa a olhar os gordos com outros olhos, nós falamos de aceitação, de beleza real, nós combatemos o preconceito, nós exigimos os nossos direitos e nos descobrimos lindos. O gordo é lindo, certo? Aí vem a Oprah - que diga-se de passagem já foi gorda - e faz uma declaração no mínimo infeliz. Eu explico: nossa querida Oprah entrevistava uma mulher vítima de um ataque de chipanzé no mês de fevereiro. Charla Nash, 65 anos estava visitando uma amiga quando foi atacada pelo animal de 100 quilos. Charla teve o nariz, os lábios e as pálbebras arrancadas pelo chipanzé - que só parou quando foi morto a tiros pela polícia - e perdeu os olhos por causa da infecção e também uma das mãos. Os danos foram tantos e tão agressivos que Charla agora é candidata ao transplante facial. E duas semanas atrás, Charla foi entrevistada por Oprah, contando de sua vida após o ataque, inclusive que ela se alimenta através de um canudo ouvindo da apresentadora a pérola: "pelo menos você não vai ficar gorda"! Claro, cega e desfigurada pode. Gorda, nem moooorta né Oprah? E gente, eu simplesmente adoro a Oprah, gosto mesmo, acho ela simpatissíssima, mas a declaração foi infeliz, infeliz mesmo, para não dizer pior. Isso mostra o quanto ser gordo está terrivelmente ligado com maus estereótipos: ser gordo é ruim. Já reparou como se você chamar uma pessoa de gorda é pior do que chamá-la de burra, idiota entre outras coisas? Outro dia numa conversa com uma amiga ela se referiu a mim como "uma moça assim, acima do peso" e eu disse: "gorda né Fulana" ao que ela respondeu: "não, eu não quero ofender você, não preciso te chamar de gorda" como se gorda fosse ofensivo, como se fosse ruim, a pior coisa do mundo. Poxa, Dona Oprah, pensa melhor antes de fazer um comentário desses. Mesmo de longe como eu, tem muita gordinha que te admira muito e que fica chateada com tanto desdém.

sábado, 28 de novembro de 2009

Pessoas reais

Já não é de hoje que nos deparamos com o termo "mulheres reais". Eu, particularmente ví este termo sendo associado várias vezes com mulheres plus size. Mas eu acho que ser uma mulher real está acima de qualquer padrão. Então quem seria uma mulher real? Para mim o conceito de mulher real é bem amplo, são todas as pessoas que são elas mesmas. Sem photoshop, sem maquiagem, sem edição de imagem, sem dublês de corpo. O que não quer dizer que mulheres reais não usam maquiagem ou que as mulheres que usam são menos reais. O que eu quero dizer que mulheres reais são aquelas você vê na fila do banco, no ônibus, na padaria, na saída de uma boate. Mulheres reais são todas aquelas que você não vê numa capa de revista - porque mesmo as capas de revista, depois da sessão de fotos, voltam a ser mulheres reais, com talvez uma espinha no queixo, pontas duplas ou pernas flácidas. São as mulheres que não estão dentro do tão temido padrão de beleza. Além de tudo, mulheres reais vivem aquém do padrão. Elas vivem bem sem serem capas de revista, sem estarem entre as 10 mais sexies ou bem vestidas do mundo. E no final das contas, nem estamos falando apenas em mulheres reais. Estamos falando em homens reais também e nem tão a fundo assim de pessoas reais. Isso! Era aonde eu queria chegar, nas pessoas reais. Pessoas que não parecem estar num comercial de pasta de dente para serem felizes, pessoas que sabem que é mais importante a maneira como você olha os outros do que a maneira como é visto. Beleza é um conceito altamente relativo, conectado com as opiniões e gostos pessoais de cada indivíduo. E se cada pessoa tem um gosto diversificado como padrões de beleza podem ser considerados algo tão seriamente universal? E por massacramos o nosso próximo se ele não se enquadra nesse padrão? Afinal, quantos de nós pertecem verdadeiramente a esse padrão? Pensem nisso.

Beijocas.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Dance your ass off – Reality show de dança para gordinhos


Vocês lembram do “Dança dos Famosos”? Aquele quadro que reunia celebridades para números musicais? Agora pense num concurso de dança para gordinhos, gostou da idéia? Pois um canal de TV chamado Oxigênio pensou na idéia e criou em junho passado uma competição para gordinhos chamada “Dance Your Ass Off” (vou traduzir artisticamente falando como Balance o Popozão, por falta de idéias melhores). Mistura de “Dança dos Famosos” com “O grande perdedor”, neste reality show os participantes precisam aprender suas coreografias para apresentá-las a um júri e ainda se pesarem para ver o quanto perderam na semana. A nota é dada combinando o peso perdido e a performance apresentada. Os participantes contam com todo o apoio da produção do programa: eles tem instrutores de dança, tem designers de roupas e médicos para garantir que nada saia errado com a saúde. A seguir, trechos de uma entrevista feita com uma das participantes, Tara, pelo blog The Ride e traduzida por mim:

The Ride: Oi Tara, antes de começarmos, eu tenho uma confissão: quando eu ouví sobre o programa pela primeira vez eu pensei: “Não tenho certeza de que vai dar certo”. Eu acho que eu temia que o pessoal fosse exposto ao ridículo. Mas, para minha surpresa foi mais uma celebração. O que você pensou quando soube do programa?

Tara: Eu pensei: que conceito maravilhoso, misturar dança e dieta! Estou dentro!

The Ride: Foi muito difícil a decisão de se candidatar?

Tara: Não foi nada difícil. Eu sabia é claro que tudo que eu tinha (pneuzinhos e tudo mais) seria mostrado ao mundo, no entanto, eu acho que para se obter grandes resultados você tem que fazer algo grandioso para alcançá-los. Esse programa era pra mim [risos].

The Ride: Bom, eu tenho que dizer: vocês podem dançar mesmo! Estão deixando os magrinhos com vergonha. Vocês acham que estão acabando com os mitos/falsos conceitos sobre pessoas maiores (ou gordos se você quiser usar o termo)?

Tara: Eu acredito que nós todos mostramos às pessoas que não é porque você está acima do peso que não pode se mexer! O fator principal é tomar a sua decisão e se mexer. Isso já representa metade da batalha.

A seguir, um vídeo de uma apresentação de Tara:

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Mundo GG Recomenda

Matéria sobre a peça Fat Bitch, de Erica Watson no blog Mulherão (fui eu que escreví hihih).
Beijocas!

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

No escurinho do cinema...


Adoro cinema de um modo geral, mas o que eu gosto mesmo é de ir ao cinema. Nada substitui a magia daquela sala escura, a tela enorme, aquele som que faz você pensar que está vivenciando aquelas aventuras ou dramas e é claro ter à mão um balde de pipoca, um refrigerante geladinho e quem sabe até um chocolate. Pois é, ir ao cinema me dá prazer, do ato de comprar o ingresso até os créditos finais. Mas eu – e muita gente por ai – tem um problema quando resolve ir ao cinema: os assentos não são lá muito confortáveis. Pequenos e de proporções que não comportam confortavelmente corpos maiores. E ninguém quer passar uma hora e meia ou duas sentado como se estivesse numa lata de sardinha, quer? Pois agora eu acho que esses problemas vão acabar porque a CDH (Comissão de Direitos Humanos) do Senado aprovou no mês passado uma lei que obriga cinemas, teatros, estádios esportivos e salas de auditórios a criarem assentos para obesos e também a criarem acesso para deficientes. A lei obriga estes estabelecimentos a dedicarem pelo menos 2% de seus acentos para os obesos e deficientes. Os estabelicimentos que a descumprirem deverão pagar multa de 2% de seu faturamento mensal. A lei ainda deve passar por uma segunda aprovação antes de ser sancionada pelo presidente Lula, mas para mim, já temos aí um bom motivo para comemorar, numa sala de cinema, com pipoca e muita diversão!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

BBW - uma sigla, muitas perguntas.

Pessoal, bom dia!
Hoje eu estava fazendo uma pesquisa para responder à pergunta que me fizeram ontem: o que é BBW? Tenho que confessar que eu apenas fazia idéia do que a sigla representava então eu tive mesmo que dar uma pesquisada mais a fundo. No entanto, fiquei um pouco surpresa com a pouca quantidade de informação mas com o extenso volume de sites pornográficos que aparecem se você digitar BBW na sua caixa de pesquisa. De acordo com a Wikipedia, BBW são as iniciais de "Big Beautiful Woman", ou seja, mulheres gordas e bonitas ou atraentes. Essas mulheres estão se tornando cada vez mais "objeto" de desejo de milhares de homens ao redor do mundo. Os admiradores de mulheres com esse tipo físico se chamam Fat Admirer ou simplesmente "FA", ou seja, admiradores de gordas. Munida de uma definição mais ou menos aceitável eu fui à caça de informações mais apuradas, mas o que encontrei mesmo foram páginas e mais páginas pessoais de mulheres que se entilulam BBW ou anúncios de vídeos pornôs gratuitos de garotas BBW. Confesso que fiquei um pouco desapontada, imaginei que BBw fosse mais um movimento que um fetiche. Não tenho nada contra fetiche com gordas, nem com nenhum tipo de pessoa, mas achei que o movimento tinha potencial para ser mais, sabem como é. Mas eu posso estar equivocada e minha pesquisa pode estar malfeita. Se alguém tiver mais informações relevantes sobre BBW será que poderiam mandar um email pro blog ou mesmo explicar nos comentários? O Mundo GG agradece! Beijocas!

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Mundo GG Recomenda

Como é de praxe por aqui, gosto sempre de fazer indicações das coisas bacanas que ando lendo e visitando por ai. Hoje eu vou indicar um blog que está apenas começando, mas que acredito ter um potencial para crescer. A dona do blog, Larissa Fernandes, me mandou um email fofo ontem, então aqui estou eu indicando o Toda Gordinha que está engatinhando na galeria de blogs que falam sobre o universo plus size. Dêem uma força aí pessoal!

Beijocas, Ana.

sábado, 24 de outubro de 2009

a culpa é da obesidade

Baseado num post que eu ví no Curlveliciously Me que eu me lembrei da consulta à ginecologista há algumas semanas. Não estou dizendo que todos os médicos são assim, mas eu achei a minha médica um tanto grosseira com relação à minha pessoa. Entendo também que os médicos se preocupam com o nosso estado de saúde e quando vêem a gente mais obesa sei lá, devem ficar com medo da gente ter um piripaque alí, na frente deles, como se fôssemos uma bomba relógio (ano passado a médica tirou a minha pressão estava alterada ela disse que eu ia ter um avc a qualquer momento, entrei em pânico). De novo, eu acho essa preocupação válida, ainda sim, achei a médica ríspida. Eis o diálogo (parte dele):
- E dieta?
- Tenho consulta marcada com o endócrino agora em novembro, então na verdade estou só reduzindo a alimentação, mas quero ir ao médico antes.
- Uai e precisa ir ao médico para quê?
- Porque eu estou cansada de fazer dietas loucas da minha cabeça. Quero um profissional me ajudando a pensar, orientando, que me peça exames.
Ela me olhou com a cara mais brava do mundo e disse:
- Mas isso você pode fazer sozinha. Não precisa de médico. Vocês ficam esperando ir ao médico como se ele fosse solucionar o problema todo. Tsc (acho que ela teria dito affe se o contexto permitisse).
- Ué, mas tem algum mal em querer consultar um médico profissional? A gente não vive ouvindo por ai que temos que consultar um médico para tudo?
- É, mas você está obesa. (agora imagina isso num tom de raiva mesmo)

Bom eu vou parar por aqui porque o ponto nem é o que a médica disse, mas como ela disse. Uma agressividade sem precendentes e sem necessidade, era a primeira consulta que eu fazia com ela, eu não gostei e só fiquei alí porque eu já estava no meio da consulta, mas eu fiquei magoada porque não é a primeira vez que um médico "solta os cachorros" no fato de eu ser gorda. Não gostei porque geralmente em consultórios médicos eu fico mais nervosa do que o habitual e essa psicologia de agressão não funciona muito bem comigo. Como eu disse, eu acho que é do trabalho do médico se preocupar mais com a minha saúde do que meu cabeleleiro, mas nem por isso todo espirro que eu dou é culpa da obesidade e eu acho que o médico precisa ter tato, como em qualquer profissão na lida com as pessoas - que são seu objeto de trabalho, não são? -. Na minha profissão se o aluno vai ser reprovado e eu sei disso eu chamo para conversar e tento ajudar, jamais dizer: olha Fulano, você é muito burro e vai repetir de ano. E eu acho bem feito. Enfim, eu só acho que deveria haver respeito em qualquer relação, se eu for gorda, magra, verde de bolinhas azuis, porque sem respeito, NÃO DÁ.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Promoção Mundo G+

Lady Black do fofíssimo Mundo G+ me pediu para divulgar uma promoção que está rolando por ai e assim eu vim fazer. Mas atenção o Mundo GG não se responsabiliza pela promoção, estamos apenas repassando o recado okay? Beijocas. Ana Paula.

Promoção - Linda de Morrer!
O que você acha de ganhar um ensaio fotográfico do jeito que você quiser! Se você é gordinha ou está acima do peso ideal, não perca esta oportunidade. É isso mesmo, nos meses de Outubro e Novembro, pra você que é de São Paulo (capital), Mairiporã, Franco da Rocha, Francisco Morato e Caieiras), vai rolar um presentão. No último dia do mês de Outubro e no ultimo dia do mês de Novembro, sortearemos uma garota/mulher (maior de 18 anos), gordinha que ganhará totalmente Free uma super produção.Vamos até sua casa, te produzimos (cabelo,maquiagem e auxílio com a roupa), e faremos um lindo vídeo com você. Se você for sorteada, ganhará um lindo vídeo produzido por um profissional da TV e aparecerá no site Mundogmais.O que você acha de ter registrado lindas imagens de você numa produção de arrasar? Não perca esta maravilhosa oportunidade, inscreva-se já. Mande uma recado no meu email dizendo - Porquê você merece receber este vídeo juntamente com uma foto de rosto e outra de corpo. Não se esqueça de colocar sua idade e cidade ou bairro onde mora. Todos os recados concorrem, e só ter sorte e aguardar o sorteio no final do mês.

Participe!
email: lililove35@hotmail.com

As mulheres do futuro serão gordinhas

As mulheres do futuro serão gordinhas???

Matéria no blog Mulherão resenhada por euzinha que vos bloga, dêem uma passada lá! Estou muito feliz por poder participar do blog que declaradamente é uma fonte de muita inspiração. Mas não estou abandonando o Mundo GG, estou acrescentando a minha participação na esfera plus size.

Beijocas.
Ana Paula.

domingo, 18 de outubro de 2009

Vocês sabem quem são Ana e Mia?

E então pessoal, vocês conhecem a Ana e a Mia? Não, ao contrário do que muito gente pode pensar Ana e Mia não são garotas. Ana e Mia são os apelidos dados a dois transtornos alimentares que se tornam cada vez mais comuns: anorexia e bulimia. Se vocês buscarem Internet afora vão descobrir uma infinidade de blogs que compartilham e promovem pensamentes anoréxicos e bulímicos. Eu confesso ter ficado surpresa com a quantidade de blogs que encontrei, não imaginei que tanta gente assim passasse por coisas como fazer dietas de 100 calorias diárias e simplesmente odiar o próprio corpo. Anorexia e bulimia já não são novidades, recentemente tivemos a morte de uma modelo (Ana Carolina Reston de 21 anos) e não tão recentemente da cantora Karen Carpenter. Não pensem que eu vim aqui levantar a bandeira do gordo ou nem criticar quem por acaso simpatize com a anorexia ou a bulimia. Não tem nada a ver com a questão do peso. Tem a ver com a agressão ao corpo e certamente à mente. Pelos blogs que eu andei lendo as meninas - bem, em sua maioria são meninas, embora eu não duvide que tenham meninos vivendo neste mesmo estilo - fazem dietas altamente restritivas, de comer 100 calorias (são as LF ou low food que quer dizer pouca comida) ou até o jejum total (NF de no food ou comida nenhuma). Mas talvez o que tenha me deixado mais chocada é a maneira como elas compartilham e promovem essas informações. Orientações como: "Quando sentires dores de estômago da fome, curve-se e encolha a barriga", "Observa as outras pessoas, especialmente gordos (as), quando estiverem a comer, e sinta-se superior por não estar comendo nada e ter seu corpo limpo" ou "Obesidade é horrível e gordos são inúteis lembre-se disso" são coisas que me deixam sim boquiaberta porque é altamente radical. E eu sei que a Internet é um campo livre, qualquer um pode discutir suas idéias, mas será que essas pessoas tem consciência de agressão que estão inflingindo aos seus corpos? Alguém ai pode argumentar que isso vindo de uma gorda que teoricamente inflige maus cuidados ao seu corpo comendo muito é no mínimo irônico. Mas eu não estou aqui pra promover gordura e nem magreza. Não faço apologia de nada, apenas da autoaceitação e da aceitação para com o próximo, o intuito do blog é esse. Como eu passei muito tempo no escuro e me sentindo muito mal pelo meu peso eu decidí criar um espaço aonde pudesse mostrar que ser gordo não é pecado, não é falta de educação, não é "desleixo e preguiça" como algumas pessoas insistem em pontuar. Por isso é que quando eu leio frases como essas eu fico pensando: essa obsessão pela magreza dos anoxéricos e bulímicos um dia acaba? Acaba quando eles tiverem pesando o mesmo que uma criança? E ai, eles serão felizes? Eles irão se aceitar como estão? E a saúde, ela importa? Se Ana ou Mia tiverem alguma resposta para a felicidade por favor, peçam-lhes que mandem um email para nós.

Abraços e boa semana.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

E o verão?

Dia desses eu estava conversando com uma amiga, daí papo vai, papo vem e começamos a falar na estação que se aproxima e que uma boa parte da população ama: o verão. Eu não sei vocês mas eu adoro o verão. Talvez porque me lembre as férias e o Natal que eu tanto amo. Eu também adoro sol e calor, mas devido as minhas muitas sardas eu me abstenho da exposição. Começamos falando de viagens e terminando falando de trajes de banho, ela se sentindo gorda para entrar num biquíni - sem exageros não tem nada sobrando alí, nada - e de uma maneira muito sutil me perguntando se eu não me sentia envergonhada diante de um maiô ou de um clube cheio de garotas magrinhas. Eu respondí a ela: Fulana, quando eu era adolescente isso era um problema, porque adolescentes ligam demais para a opinião de terceiros. Hoje em dia eu desfilo em meu maiô pretinho cheio de charme e só não uso um sukini porque minha barriga é branca - não pela gordura porque não me importo mesmo - mas me exponho mesmo e não fico escondida atrás de canga nenhuma. O verão está aí, é uma estação que eu amo e eu vou deixar de curtir porque meia dúzia olha, aponta ou fala mal? De jeito nenhum. Não deixo de curtir nadinha de nada por estar acima do peso. Eu sei que moramos num país que dá valor ao físico, existe um certo culto ao corpo aonde quer que a gente vá, somos o país do biquini, certo? Mas eu não me sinto constrangida mesmo. Eu penso que tenho tanto direito quanto qualquer pessoa de tomar banho de sol. Se eu não me excaixo no dito "padrão" problema é de quem faz dele um código, porque eu não faço. E por isso mesmo o meu verão vai ser na praia, de maiô - quem sabe esse ano eu não encaro um sukini mesmo de barriga branca - com todos os meus quilos a mais.

Agora quero saber de vocês: vocês vão à praia/clube/cachoeira? Sentem-se constrangidos em trajes de banho? Contem pra gente: mundogege@gmail.com

Beijos!

sábado, 19 de setembro de 2009

Sigam-nos


Olá pessoal! Vim divulgar o nosso Twitter - já que Twitter está na moda e provém informação em tempo real - que acabou de sair do forno: www.twitter.com/mundogege

Entrem, sigam-nos e divulguem pessoal!

Beijos e um excelente sábado!

domingo, 13 de setembro de 2009

Dia de Modelo no RJ vira reportagem no Fantástico


Bom, não é segredo que o Mundo GG é fã de carteirinha do Blog Mulherão pelas iniciativas e atitudes, pela dedicação e carinho com seu público, pela simpatia da Renata e das demais meninas que por lá aparecem. É até certo dizer que de uma certa forma o Mundo GG quer ser como o Blog Mulherão quando crescer (risos). Mas este post nem é só para rasgar uma seda para o pessoal do Blog Mulherão. É para parabenizar a todas as meninas e todos os profissionais envolvidos no Dia de Modelo Plus Size em São Paulo e também no Rio de Janeiro. Atitudes como esta acabando chamando atenção para a diversidade estética e a necessidade de consideramos a beleza em suas variadas formas e tamanho. O projeto já tinha sido um sucesso, publicado pelo site Terra e hoje ele ganhou mais um espaço: as meninas do Dia de Modelo Plus Size da edição RJ foram entrevistadas pela Globo e vão aparecem em reportagem no Fantástico na edição de hoje. Não é o máximo? Então a todo pessoal do Blog Mulherão os nossos mais sinceros PARABÉNS e votos de ainda mais MUITO SUCESSO!

PS: Foto retirada do Blog Mulherão.

domingo, 6 de setembro de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Um balanço

Bom, queridos leitores, enquanto eu aguardo o fechamento no Imagine Today do Mês da Consciência da Autoestima eu queria fazer aqui alguns comentários e até um pequeno balanço do que foi esse mês para mim. Eu tentei de alguma forma, fazer todos os exercícios, embora não tenho me sentido bem sucedida em todos. No entanto, conforme esse mês acaba eu preciso ressaltar que para mim ele foi de alta importância. Eu fecho o mês com a impressão de ter, se não acertado em todas as tarefas, de pelo menos ter refletido muito mais sobre a minha relação comigo mesmo. Não sei se alguém que lê este blog fez alguns dos exercícios - eu não recebí nenhum email comentando nada - mas se fez ou se apenas refletiu ou se apenas acompanhou o blog nesses dias, mande-nos um email. Eu gostaria de saber como outras pessoas se sentiram. Eu me sentí e me sinto bem, mas quero que esse mês da consciência da autoestima se estenda pelo ano inteiro! E acho que o propósito é esse mesmo não é? É levantar a consciência da gente para que possamos levar essa consciência para o ano todo.

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - dia 29

Dia 29 - Agora pensando naquele cosmético ou ritual de beleza que você deixou da fazer lá atrás: calcule o quanto você economizou e que tal doar esse dinheiro para uma instituição de caridade? Ou ajudar a quem precisa? Depois pondere: o que fez você se sentir melhor? Você pode deixar ou não de usar o produto depois mas o mais importante neste exercício é fazer uma relação entre hábitos estéticos e atos de bondade.

Mês da Consciência da Autoestima - dias 27 & 28

Dia 27 - Escreva uma carta para uma companhia que na sua opinião vive da insegurança de outras pessoas. Pode ser uma marca de cosméticos ou uma academia, mas tem que ser uma empresa que tenha como base a falsa noção de que a beleza está no padrão e que a felicidade está na beleza e no padrão. Pense em como isso afeta as pessoas e coloque tudo isso em sua carta/email. O importante é você fazer algo ativamente e expressivamente por algo que te incomoda.

Dia 28 - Como eu não encontrei nada no blog com essa postagem sugiro que agora que vocês já escreveram as cartas/emails que as enviem.

Mês da Consciência da Autoestima - dias 26

Dia 26 - Escreva uma frase positiva num papel (post it ou qualquer papel) e repita sua frase ao longo do dia. Espalhe sua positividade. No site Curvy Me eu ví uma sugestão de colocar coisas boas sobre você e pregar no espelho tipo "você é linda" ou "eu me amo". Isso ajuda você a se lembrar do seu valor sempre que vir sua imagem, mas acho que frases que espalhem a positividade para outras pessoas também é legal. Tipo um simples bom dia ou você é o máximo, em vários cantinhos pode ser legal. Pra vocês eu vou deixar uma també, hihih. Beijos.


Você é lindo(a)!

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - dias 23 & 24 & 25

Dia 23 - De manhã escolha uma pessoa que você sabe que encontrará e ilumine o dia dessa pessoa de alguma maneira - pequenas ou grandes coisas. Observe como você se sente consigo mesmo ao fazer isso. Se quiser, você pode repetir o exercício.

Nota: vou escolher uma pessoa e venho contar aqui depois.

******
Dia 24 - A autora do Imagine Today propõe novamente um desafio - originalmente proposto no blog a mais ou menos um ano. O nome do desafio é "Estranhos Nunca Mais" (Strange No More). O desafio é o seguinte: "pense em alguém que você não gosta, alguém que te deixe nervoso, desconfortável, alguém que seja tão diferente de você que vocês nunca se entenderiam, alguém que é estranho, alguém que desafia suas crenças, alguém que te "abusou" (nesse sentido alguém que te zoava, enchia sua paciência, etc), alguém que você não conhece. Agora, fale com essa(s) pessoa(s). Convide-o(s) oara um café, uma caminhada, conheça-o(s). O propósito é derrubar barreiras, é abrir o coração para alguém que nunca tentamos conhecer numa situação normal. O propósito é confrontar os nossos preconceitos com alguma interação real. É nos darmos todos ao amor para que os outros possam tentar o mesmo.

Nota: Também conto depois se conseguir fazer esse.

******
Dia 25 - Esforcem-se para tornar o encontro com essa pessoa/situação mais confortável!

******

Nota da blogueira: A tarefa do dia 23 foi bacana de fazer, escolhí uma funcionária do atendimento de onde eu trabalho e conversei com ela, dei atenção e perguntei sobre a vida dela, levando em conta que as vezes as pessoas menosprezam os serviços mais humildes num local de trabalho e deixam os papos mais legais pra chefia, pelo menos eu vejo acontecer.

A tarefa do dia 24 e 25 eu não vou mentir é algo bem difícil. Mas eu tenho tentado com uma das minhas chefes, no sentido de tentar entendê-la e entender mais as decisões que ela toma. Também tenho tentado dar uma chance a uma pessoa de convivência familiar com quem eu tenho uma dificuldade enorme pra me comunicar, porque não a entendo e não me sinto entendida por ela. Essa situação ainda está longe de se resolver com a segunda pessoa porque é alguém que realmente é difícil para mim, mas eu tenho ao menos tentado ser menos crítica a respeito e quem sabe entender melhor suas dificuldades.


sábado, 22 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 22

Bom, para o vigésimo segundo dia nós vamos pensar em algum produto (batom, rímel, creme para o cabelo) que a gente use para dar uma melhorada na nossa aparência. Vamos tentar ficar sem usar esse produto por uma semana ou o final de semana, mas o importante é ficar algum tempo sem usar o produto porque a gente pode refletir em como os cosméticos atuam em nossa autoestima. Só se sente bonita com o batom X? Não, você tem que se sentir linda com ou sem batom, sem maquiagem sem aquela chapinha que você considera imprescindível. Existe beleza em todos nós, a parte do que a indústria dos cosméticos vive te dizendo, viu?

Nota da blogueira: eu particularmente fiz esse exercício sem saber que o fazia. Semana passada não fui ao salão fazer a minha escova. Confesso que uma semana com o cabelo ao natural por algumas vezes me faz sentir feia, meu cabelo é bastante trabalhoso, mas eu tentei arrumá-lo sem esse recurso com outras coisas que me fazer sentir bonita como uma tiara mais arrumada ou presilhas que "dêem um tcham" no cabelo. Mesmo assim, tive de dias que querer ir correndo ao salão, mas resistí bravamente porque eu também gosto do meu cabelo natural, fora que acho que também é saudável não sucumbir ao calor e ao salão de beleza toda semana, cria uma dependência que não é legal. Se mais alguém tiver alguma experiência, ja sabem: nosso email está a disposição: mundogege@gmail.com . Beijocas e bom final de semana!

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 21

Hoje o dia é livre! Você, que já vem fazendo esses exercícios ao longo de três semanas merece tirar o dia para você, fazendo o que gosta, o que te faz feliz. Vamos lá, coloque a cabeça para funcionar e pense naquelas atividades que te dão um imeeeeenso prazer. Vale qualquer coisa!

Eu já sei o que vou fazer: alugar um bom filme e fazer uma pipoca, adoooro!

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 20


Para o dia 20 vamos pensar num hábito que temos e que não queremos ter. Roer as unhas, fumar, comer doce demais, se colocar para baixo demais, pensar negativo sempre, vale qualquer coisa. O importante é focar no hábito e tentar passar o dia sem faze-lo. Além disso vamos refletir nesse hábito. Porque fazemos se não gostamos? Como parar? Existe uma solução? E se existe, qual a solução? Como eu me sinto quando não faço essa ação? Tudo isso ajuda a separar a noção entre estar saudável e parecer saudável. Eu já sei o que vou cortar no dia de amanhã, comento depois se deu certo. Boa sexta a todos.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 19

Hoje vamos nos aventurar! Com amigos ou sozinha faça uma caminhada por algum lugar que você nunca esteve antes ou que ainda não teve tempo de explorar. Não existem regras ou limites o importante é se exercitar e se sentir bem consigo mesmo.

Beijos e boa quarta.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - dias 17 & 18

Dia 17 - "Estar saudável é importante, então vamos tirar um tempo para que possamos melhorar a nossa saúde através do comprometimento com um movimento, um exercício. Pense na sua agenda de hoje e nas coisas que você gosta de fazer: dançar? escalar? dança havaiana? tae bo? aeróbica? Como você pode se divertir e fazer algo que libere a energia em você? Descubra e se arrisque. Você escolhe a atividade e a frequência." O importante é se sentir bem.

Eu vou começar com algo leve para mim, estou de olho em fazer algumas aulas de pilates para fortalecer a musculatura e ganhar mais resistência, aliando isso a caminhas curtas, para as pernas, o coração...

Dia 18 - "Mantendo o foco na saúde ainda vamos cozinhar algo novo! Algo que seja saudável - não necessáriamente diet mas que faça você se sentir bem sem ter duzentas mil calorias - e que te dê energia e vitaminas para o dia a dia." Mesmo que você - como eu - não seja um expert na cozinha sempre se tem algo bem prático e fácil de fazer, vocês podem procurar por receitas na Internet e escolher aquela mais saborosa e que - porque não - te dará menos trabalho.

Aqui estão algumas que eu quero MUITOOOO tentar em casa!

Batatas assadas

Ingredientes

2 unidade(s) de batata grande(s)

Molho

1 copo(s) de requeijão light
1/2 xícara(s) (chá) de cenoura cozida(s)
1 colher(es) (sopa) de queijo ralado

Modo de preparo


Lave bem as batatas e embrulhe-as em papel alumínio. Leve ao forno quente até que fiquem macias. Faça um corte no sentido longitudinal, mas de maneira a não separá-las em metades. Coloque o molho na parte aberta. As batatas devem estar bem quentes, ainda esfumaçando.

Molho

Amasse a cenoura com um garfo e misture ao restante dos ingredientes.

Mais uma receita, doce dessa vez:

Espuma de Morango

Ingredientes

1 caixinha(s) de gelatina diet sabor morango
300 ml de água
1 copo(s) de iogurte diet de morango
3 unidade(s) de clara de ovo em neve

Modo de preparo


Ferva a água, dissolva a gelatina e leve à geladeira até ela ficar com a consistência de clara de ovo.
Bata então no liquidificador com o iogurte por cerca de 1 minuto. Coloque em um recipiente e junte aos poucos as claras em neve misturando com delicadeza.
Despeje em 6 taças e leve novamente à geladeira.

domingo, 16 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dias 13, 14, 15, 16

Bem pessoal de novo eu fiquei um pouco pra trás, dificuldades técnicas no meu pc, o monitor não funciona direito e a tela inteira está azul. Aceito doações de monitores (rsrsrsrs) mas enfim, vamos continuar com os nossos exercícios. Eu estava lendo o Imagine Today agorinha e estava pensando que neste ponto os exercícios começam a ficar mais light, mais leves mesmo. Acho que agora é a hora de deixarmos as idéias germinarem mesmo. No começo a autora propõe diversos exercícios, mas é aqui nesse momento que paramos para fazer uma reflexão. Vamos refletir sobre o que somos, o que queremos (lembram das metas que vocês querem cumprir? É tempo de pensar em todas aquelas coisas que a gente quer fazer e sempre deixa pra depois.) e o que vamos fazer para alcançarmos o que queremos. Por isso o Imagine Today propõe algumas reflexões e eu endosso porque acho importante que mais do que façamos um exercício por dia, que a gente possa refletir por alguns dias sem fazer nada, apenas pensando e "ruminando" as idéias. Então mãos à obra pessoal e uma boa semana!

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 12

Vamos documentar a nossa imagem corporal positiva de modo artístico. Vale qualquer coisa: poema, foto, imagem, desenho, uma rima, uma música. Qualquer coisa vale o importante é usar a sua criatividade para que você se sinta melhor com você mesmo!

PS: só vou poder postar algo aqui durante o final de semana porque eu quero fazer algo beeeem legal!

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 11

Pessoal, vamos agora estabelecer metas para que nos sintamos bem conosco. Vale dizer que queremos cortar as comidas pesadas, cuidar melhor do nosso cabelo, comer mais frutas, correr 5 kilômetros por dia sem colocar a língua para fora ou qualquer outra coisa que ajude vocês a se sentirem ainda melhores em seus corpos. Aqui o foco é a funcionalidade e não a aparência ok? Vou fazer aqui alguns das minhas metas:
- Procurar um dentista pois eu preciso cuidar melhor dos meus dentes (tem um ciso esperando para ser retirado há não sei quantos anos - eu odeiiiiiiio ir ao dentista)
- Fazer milhões de pergunta à minha endócrina - tenho consulta no dia 15/09 - e estudar maneiras de emagrecer de forma saudável.
- Começar a me exercitar regularmente, pelo menos três vezes na semana com exercícios aeróbicos e mais algum localizado.
- Fazer algum tipo de relaxamento diariamente.
- Fazer uma hidratação profunda na pele dos pés, eles estão precisando coitadinhos.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 10

Pessoal, desculpem o atraso, mas foi meu primeiro dia de volta ao trabalho, então imaginem, eu fiquei cansadíssima. Mas cá estou eu de volta com mais um passo do Mês da Consciência da Autoestima pra gente fazer juntos. Agora vamos escrever sobre a nossa relação com o nosso corpo e experiência de vida que tenham moldado essa relação (eu vou escrever um pouquinho para dar a vocês uma idéia). Escrevam o que vocês realmente pensam e sentem tendo em mente que tudo aquilo que fazem vocês se sentirem mal é exatamente o que vocês precisam para parar de se sentir mal. Beijos e qualquer experiência que vocês queiram relatar mande-nos um email!
Meu relato:


Quando eu penso em minha relação com o meu corpo eu primeiro tenho de traçar uma linha cronológica. Quando criança eu nunca me ví de forma gorda ou fora do padrão. Eu sempre soube que estava fora do padrão porque o mundo externo - leia-se as outras crianças - continuava a me lembrar sempre. Apelidos como "baleia" e "botijão de gás" sempre me incomodaram não por eu me achar gorda, mas por não entender porque as pessoas queriam me magoar. E então aos 8 anos eu fiz a minha primeira dieta que foi um completo fracasso. As pessoas não conseguiam me dizer não e eu acabava comendo o que queria. O olhar de piedade dos meus familiares também nunca ajudou muito, eu acabava chorando e quando eu chorava eu conseguia o que queria. Começava ai uma luta contra estar acima do peso. Durante a minha adolescência eu levei muito a sério as marcas da infância cheia de apelidinhos. Eu simplesmente me isolei, não queria contato e não tinha muitos amigos. Meu primeiro grau foi todo assim, minha única amiga era minha prima e quando eu estava com ela eu sentia que podia fazer tudo. Eu dançava e dançava muito, tinha muito fôlego e muita energia. Não guardo lembranças dessa fase que não sejam mesmo com minha prima. Quando fiquei mais velha, aos 16 anos, já no segundo grau eu comecei a ganhar mais personalidade e comecei a me gostar. Aconteceu uma coisa que fez minha autoestima dar aquele UP, um bonitinho da sala estava afim de mim. Mas como nada é perfeito, antes que eu pudesse me declarar apareceu outra na jogada - ele realmente era muuuuito gatinho - . A partir daí eu comecei a encarar com mais leveza a questão do sobrepeso, das aparências e comecei a delinear as pessoas que queria do meu lado pra amigos e namorados. Porque playbozinho que tira onda com menina em boate jamais seria meu tipo ideal né? Quando veio a faculdade eu de novo comecei a me encanar com milhões de coisas - até porque ainda não tinham rolado a famigerada experiência sexual porque eu era completamente medrosa e travada - até que viajei com uma amiga para praia. Nos primeiros dias eu surtei: me sentia muito mal sendo a única de maiô no meio das meninas bonitas de biquini. Fiquei um dia inteiro trancada esperando que o mau humor fosse embora. E eu não sei como, mas no dia seguinte, olhando as maravilhas do lugar eu pensei que não desperdiçaria nenhum minuto a mais da minha vida me sentindo miserável por ser quem eu era. Eu queria ser feliz e queria ser feliz o máximo que desse. Gordura, essa ia ter de se virar. O peso não ia mais atrapalhar a minha vida e nem me pedir de ter todas as experiências que eu quisesse - e elas foram maravilhosas, se é que vocês me entendem hehe -. Hoje eu enfrento um dilema: estou bastante acima do peso e por uma questão verdadeiramente de saúde eu preciso emagrecer. Não me sinto feio, nem gorda e nem péssima sendo o que sou, mas tenho medo de ter algum problema em consequência do sobrepeso então tenho consulta com um especialista porque esse peso terá de ir. Mas sem traumas, sem problemas e sem alarmes, é mesmo uma questão de saúde. Eu sou feliz como sou, sem precisar de balança ou fita métrica.

domingo, 9 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 9

Bom, hoje vamos nos ajudar na questão da pesquisa. Se alguém tiver alguma pergunta ou algo que não queira pesquisar mas queira saber, mande em nosso email (mundogege@gmail.com) que tentaremos ajudar com as respostas! Ou, indo um pouco além do que tem no Imagine Today, se alguém quiser compartilhar qualquer experiência nosso email está aberto para que vocês mandem seus relatos!

sábado, 8 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 8


Com um pouquinho de atraso, estamos de volta para o dia 8 que é entitulado como um dia de reflexão. Estando no processo há uma semana é hora de parar e refletir em tudo que vocês já fizeram até aqui pela sua autoestima e pela autoestima do próximo, além de uma pesquisa mais séria acerca de algum assunto de saúde. Pesquisa essa que pode continuar se você quiser, ela não termina com o exercício okay? Beijos e bom sábado!

PS: A reflexão pode ser escrita, em voz alta, com um amigo, não se acanhe o importante é dar a esse momento algum tempo para que você o internalize de maneira produtiva.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 7

Hoje nós faremos uma análise crítica, agora que estamos nos sentindo bem e positiva nós vamos acrescentar a esse sentimento de bem estar um pouco de conhecimento. Mas este conhecimento tem que partir de vocês. Eu explico: pensem em dúvidas que vocês sempre tiveram sobre saúde e pesquisem sobre. Pode ser por exemplo sobre o IMC até quanto é aceitável ou o que quer dizer de fato um peso saudável e por ai vai. Mas realmente tentem descobrir aquilo que vocês sempre quiseram. Vale pesquisar na internet, perguntar para algum médico conhecido, procurar um livro, qualquer forma de pesquisa é válida. Como dica, eu vou deixar um site que sempre me ajuda: o ABC da Saúde.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 6


Hoje vamos tentar aprender a controlar o nosso lado negativo. Não vamos dizer nada de negativo por um dia inteiro (uma semana, uma mês o que vocês conseguirem pessoal!) nem da nossa aparência nem da aparência de outras pessoas. Se por um acaso pensarmos negativo vamos contra- atacar com um pensamento positivo ok? Assim a gente aprende a não julgar alguém ou até nós mesmos pelas aparências. A autora dá crédito no final do exercício à Yoko Ono.

Nota da Blogueira: Particularmente eu considero este um exercício muito difícil uma vez que segurar os pensamentos é algo que não é fácil de fazer. Esse treinamento mental nos dá uma idéia do quanto é difícil pensar positivo sobre nós, sobre os outros e embora a gente esteja aqui tentando levantar a autoestima das pessoas que lêem esse blog, temos dias dificeis com a nossa própria autoestima, ou seja em alguns dias eu digo algo aqui e acho demasiadamente difícil cumprir. É por isso que todos esses exercícios tem ajudado e muito, porque eu tenho feito junto com vocês e com isso eu tenho aprendido bem mais sobre mim mesmo. Eu agradeço a possibilidade de poder fazer isso. Beijos a todos.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 5


Agora que já praticamos o elogio para os outros vamos voltar os nossos olhos para nós mesmos. O autoelogio pode ser um pouco complicado no início, mas depois que a gente pega a prática não fica mais tão difícil. A autora do Imagine Today propõe algumas coisas para ajudar nessa hora: você pode ser propor alguns tratos do tipo: toda vez que eu passar em frente a um espelho eu vou pensar em algo legal sobre mim mesmo ou a cada hora eu vou me fazer um elogio. Algo do tipo e algo que sempre lembre a você de se autoelogiar o dia todo, ok?

Vamos lá pessoal?

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 4


Já adiantando o dia 4, porque aí vocês podem começar logo de manhã, o dia 4 é dia de vocês juntarem tudo que já aprenderam sobre autoestima e fazerem um elogio a alguém. Que esse elogio seja sincero é claro, porque nada pior que um elogio que não vem do fundo dos nossos corações. Falem com aquela pessoa que de repente está precisando muito de um elogio, um incentivo, uma palavra amiga. Vamos ajudar a autoestima de alguém amanhã pessoal! E não precisa ser só com uma pessoa! Vocês vão ver que, quanto mais a gente se esforça para fazer alguém feliz, mais a gente se sente bem! Beijos a todos e boa terça!

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 3

Para o dia três do nosso Mês da Consciência da Autoestima vamos investir numa leitura positiva de algo que nos faça sentir bem conosco, okay pessoal? Aqui vão algumas sugestões de livros e sites que sempre fazem eu me sentir bem.

- Mulherão
- Imagine Today (em inglês)
- Curvy Life (em inglês)
- Curlveliciously Me
- Criatura GG
- Autoestima na Wikipedia (com links e referências de livros muito bons)

Sabem o que mais me deixa super bem comigo mesmo? Ver aquele vídeo, Filtro Solar (link aqui pro Youtube). É um vídeo que me agrada muito, eu gosto dos conselhos embutidos nele. Também adoro esse comercial da marca Dove em sua campanha pela real beleza.

Quem tiver mais sugestões é só colocar aqui. Eu não listei todos os blogs que leio, é só uma amostrinha do que vocês podem achar na net, mas tem muiiiiito mais coisas! E se vocês tiverem alguma sugestão que queiram que eu coloque aqui é só me avisarem ok? Beijocas.



domingo, 2 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima - Dia 2

Para o dia dois do nosso mês vamos pegar algumas fotos nossas (as que amamos e as que odiamos) e vamos nos sentar para observar tais fotos e gastar o tempo necessário para descobrirmos pelo menos UMA COISA POSITIVA sobre a nossa aparência em cada foto. Você pode escrever, falar com um amigo ou fazer isso mentalmente, o ponto é começar a se focar nas coisas positivas ao invés das negativas!

Vamos lá? Beijos a todas!

Quer falar conosco? mundogege@gmail.com


sábado, 1 de agosto de 2009

Mês da Consciência da Autoestima

Como vocês sabem eu sou uma andarilha virtual, eu vou "daqui pralí" buscando informações legais e depois vindo aqui partilhar com vocês. Numa dessas "andanças" eu encontrei um blog muuuuito bacana e que eu faço questão de recomendar, o Imagine Today . Infelizmente o blog está em inglês e eu sei que nem todo mundo tem acesso ao idioma, mas se a autora me autorizar eu prometo trazer as coisas mais legais traduzidas okay? De qualquer maneira uma das coisas que eu já estou trazendo é um movimento que ela está criando a partir de hoje, 1° de agosto e que vai durar o mês todo, é o Mês da Consciência da Autoestima, numa tentativa de fazer com que as pessoas dêem um UP no que sentem por elas mesmos. Por achar altamente interessante e por querer eu mesmo seguir os exercícios diários propostos eu venho aqui postar e apoiar essa campanha. Os exercícios são simples e envolvem uma reflexão básica sobre a maneira como lidamos com o nosso corpo. Como estou bem em cima da hora com o primeiro - afinal já é quase dia 2 e eu não quero me atrasar - sem mais delongas eu vou postar o primeiro exercício aqui e ao longo dos dias eu vou falando mais dos benefícios para a nossa autoestima. Convido todos aqueles que fizerem os exercícios a partilharem conosco suas experiências através do nosso email (mundogege@gmail.com) ou dos comentários.

"1° de Agosto - Vamos começar com algo bem simples. Peguem um papel e uma caneta ou abram um documento do Word e vamos fazer algo para melhor o nosso humor. Agora, você terá cinco tópicos para escrever e em cada um você vai gastar dois minutos (ou seja, você só vai levar dez minutinhos nesse exercício) . Faça uma lista do que você puder por dois minutos sobre... "

1 - Coisas que você AMA em você
2 - Sucessos e ganhos pessoais
3 - Pessoas que te amam pelo que você é
4 - Coisas boas que tem acontecido recentemente
5 - Objetivos futuros

Agora você vai guardar essa lista em algum lugar e vai tirar sempre que precisar de algo que te anime e motive. A autora comenta ainda que guarda a lista dela em sua carteira, assim está realmente próximo caso as coisas a desanimem. Ela ainda sugere que, se houver tempo a lista pode ser refeita semana ou mensalmente.

E então, vamos nessa?
Minha listinha, para dar o exemplo:

1 - Coisas que você AMA em você
Meus olhos, minha boca, a maneira apaixonada como eu encaro a vida, a disposição para trabalhar, minha capacidade de ajudar, ser uma boa ouvinte.
2 - Sucessos e ganhos pessoais
Ter concluído 0 meu curso, ter estudado e pago pelo meu curso pré-vestibular, meu trabalho.
3 - Pessoas que te amam pelo que você é
Mamãe, Fernanda, Rafael, meus tios, avós, Ricardo e amigos.
4 - Coisas boas que tem acontecido recentemente
Meu relacionamento, ganhar a confiança das minhas coordenadoras e o respeito dos meus alunos.
5 - Objetivos futuros
Estudar mais, olhar um emprego ainda melhor, continuar fazendo minha relação funcionar.




Mundo GG Responde

Bom gente, vocês sabem que temos um email disponível para nossos leitores e esse email é o nosso canal de comunicação para dúvidas, sugestões e também para qualquer tipo de problema que vocês precisem de um ombro amigo, aconselhamento e etc. Pois bem, nós recebemos um email de um rapaz, o Geovani e ele tinha uma dúvida, precisava de uma ajuda e me autorizou a postar aqui, porque de repente é o dilema de muita gente ou alguém tem algo mais a dizer para ele que eu não disse. E lembrem-se: vocês também podem mandar seus emails para nós no endereço mundogege@gmail.com. PS: o email do Geovani foi editado para preservar alguns dados que ele me passou bem como a minha resposta. Beijos, Ana Paula.

Me chamo Geovani Teotonio, tenho 20 anos, 1,75m de altura e peso 104 kg (acabei de perder 11 kg com caminhada e reeducação alimantar.) Tenho um grande amigo quetem o corpo atlético, quando saio com ele, ele me ofusca, mesmo sem querer. O que faço? Alguma dica de roupa, comportamento, ou algo mais? To cansando de ver ele pegando geral, enquanto eu so fico de motorista dele nas festas...



Lí seu email algumas vezes antes de pensar em respondê-lo. Eu entendo perfeitamente seu questionamento, porque era assim que eu me sentia. Eu sempre fui gordinha e no geral ao sair para "a balada" sempre encontrei dificuldade com o sexo oposto. Não existe fórmula secreta que eu vá te dar que funcione, o que funciona é a atitude. As pessoas de um modo geral sente quando não estamos bem com a gente mesmo. Então eu preciso perguntar: você está bem com você mesmo? Porque se você não estiver, não adianta ser o Brad Pitt. Então a primeira dica é: sinta-se bem consigo mesmo, você é jovem, com todo respeito é um rapaz bonito e com certeza inteligente (eu não sei nada de matemática), ou seja, você tem as suas qualidades, se não se sente bem consigo mesmo deveria começar a pensar nisso. Além do mais, você acabou de perder 11 kilos e isso é maravilhoso, aposto que você deve estar se sentindo orgulhoso de sua conquista certo? Eu espero que sim. Então acho que o principal é a atitude, quando você se gosta, você passa a atrair as pessoas mais facilmente. Quanto ao vestuário aí é uma questão do seu estilo pessoal, o que você gosta de vestir? Acima de tudo, conforto, porque ninguém merece ficar se apertando em uma roupa. Aliás a minha dica aqui é: nunca use nada que fique apertado ou largo demais. Os gordinhos tem mania de se vestirem com camisas ou calças muito apertadas e se você tem um abdômem maior isso fica marcado e não é legal. E calças de corte reto sempre ajudam. Acredito que as mulheres gostem de ver os homens arrumados também - pelo menos eu adoro ver meu namorado super arrumado e cheiroso -. Da próxima vez que você sair com seu amigo não fique pensando se ele "vai pegar geral" e você não. Procure fazer contatos e conhecer pessoas, quem sabe a garota ideal não está esperando que você a convide para dançar?

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Em busca do vestido perfeito

Quando eu era beeem mais nova, minha prima devia ter a idade que eu tenho hoje e ela era gorda. Além disso, ela tinha e tem um senso de humor incrível, então era muito comum ela estar sempre fazendo alguma piada sobre alguma coisa. Mas ela sempre se irritava com as lojas de roupa para gordos, sempre. É que primeiro, há mais de uma década as opções eram muitíssimo limitadas. Hoje eu ainda acho bastante limitadas. Lembram-se da pesquisa que eu lancei aqui sobre satisfação com roupas de tamanhos maiores? 91% das pessoas que responderam a enquete NÃO estavam satisfeitas com a oferta de roupa GG, XG e etc. Seja pela pouca quantidade de lojas, seja porque a variedade das peças deixa a desejar, seja porque os preços são altos ou seja porque a numeração de roupas não é padrão (existe muito GG que veste tamanho 46/48 sabiam?) a indústria da moda plus size ainda é um bebê se comparado a outros segmentos da moda. É claro que alguns mais espertos já saíram na frente e já exploram esse mercado. Mas até chegarmos no ponto em que a oferta seja realmente satisfatória ai é uma outra história. Mas enfim, porque eu estou falando tudo isso? Porque eu tenho um casamento de uma grande amiga para ir em dezembro e para mim será uma data muito especial, uma das minhas melhores amigas casando. Eu quero encontrar um vestido bem lindo para usar neste dia. Por enquanto fiz uma pesquisa online e encontrei alguns modelitos bem bonitos, mas tudo que eu terei de mandar fazer. Ainda essa semana vou procurar lojas online e ficar a par dos preços. Mas aqui começa a saga por um vestido perfeito, não um qualquer que me deixe com cara de "colchão amarrado" mas um que se adapte à minha silhueta cheia de curvas (ai adoro essa expressão, rs) e que me deixe linda de morrer. E se alguém ai tiver uma sugestão, foto, qualquer informação sobre o vestido perfeito me digam por favor, quero contar com a ajuda de vocês. Escrevam para mundogege@gmail.com . Beijo grande.

domingo, 12 de julho de 2009

Fériasssssssss


O Mundo GG vai entrar de férias. Uma semaninha só, okay pessoal? Volto em breve com mais novidades e matérias para vocês. Até lá, ENJOY YOURSELVES! E vocês pode continuar comentando e mandando emails para mundogege@gmail.com . Beijos e abraços, Ana.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Bullying - parte I

De acordo com o o dicionário Merriam-Webster a palavra bullying vem do verbo bully, que por sua vez significa: 1 - tratar abusivamente; 2 - afetar por meio de força ou coerção e tem por sinônimo intimidar. No contexto atual e nos ambientes escolares principalmente, o bullying mantém seu significado original e ainda ganha uma definição mais ampla. A ABRAPIA em parceria com a Petrobrás lançou um programa para reduzir o comportamento agressivo entre os jovens e mantém um site com algumas informações sobre o bullying (http://www.bullying.com.br). No site estão listadas quase trinta ações que são tidas como parte do bullying como "bater", "quebrar" ou "zoar". E que não pensem que o bullying é brincadeira de criança porque a tortura psicológica - e em alguns casos física - pode levar a atitudes extremas, porque geralmente a pessoa que sofre o bullying é de natureza passiva e por isso mesmo não se defende do agressor. O bullying acontece muito em ambientes escolares, mas não está restrito somente a eles: alguns casos de bullying acontecem entre vizinhos por exemplo, mas é na escola que o bullying tem uma parcela significativa. Citando o estudo da ABRAPIA:

A pesquisa mais extensa sobre BULLYING, realizada na Grã Bretanha, registra que 37% dos alunos do primeiro grau e 10% do segundo grau admitem ter sofrido BULLYING, pelo menos, uma vez por semana.O levantamento realizado pela ABRAPIA, em 2002, envolvendo 5875 estudantes de 5a a 8a séries, de onze escolas localizadas no município do Rio de Janeiro, revelou que 40,5% desses alunos admitiram ter estado diretamente envolvidos em atos de Bullying, naquele ano, sendo 16,9% alvos, 10,9% alvos/autores e 12,7% autores de Bullying.Os meninos, com uma freqüência muito maior, estão mais envolvidos com o Bullying, tanto como autores quanto como alvos. Já entre as meninas, embora com menor freqüência, o BULLYING também ocorre e se caracteriza, principalmente, como prática de exclusão ou difamação.

Ou seja, o bullying acontece com um número suficientemente grande para chamar a nossa atenção e para que tomemos consciência das consequências que um caso de bullying não ou mal resolvido pode tomar. Além de isolamento e depressão o bullying pode levar uma pessoa ao suicídio por isso precisamos ter um olhar bem atencioso para evitá-lo, mas caso aconteça, suas vítimas precisam de todo o amparo possível . Enquanto eu escrevia essa matéria eu me lembrei que chegou a acontecer com a minha irmã a cerca de dois anos. Minha irmã, por motivo de um problema de saúde precisou fazer uso de medicamentos de origem do corticóide. Para quem não sabe um dos efeitos colaterais do corticóide é que seu usuário fica inchado (não me perguntem porque pois eu não sei) e aí na escola algumas meninas da sala dela ficaram de gracinha com ela, inventando apelidos na escola e numa comunidade do Orkut. Essas atitudes não duraram muito porque procuramos a direção da escola e como minha irmã estuda na mesma escola desde a primeira série aconteceu de conhecermos os pais das meninas que estavam praticando tais atos contra minha irmã, portanto imprimimos algumas páginas do Orkut e de posse disso fomos a casa de cada uma das envolvidas. No fim, as famílias pediram desculpas e as meninas pararam, mas a minha irmã durante muito tempo ficou sem vontade nenhuma de ir a escola. Do mesmo jeito que aconteceu com ela acontece todos os dias com várias pessoas e se alguém quiser relatar alguma história de bullying ou comentar qualquer coisa pode também utilizar o nosso email: mundogege@gmail.com . Eu não tive tempo de pesquisar, mas prometo trazer uma segunda parte da matéria do bullying pois quero conversar com algum advogado para saber o que pode ser feito legalmente contra o bullying além de trazer relatos, então não percam a segunda parte da nossa matéria! Beijos e bom domingo!


domingo, 21 de junho de 2009

Será que você ainda vai ouvir falar dela? MeMe Roth


Vocês sabiam que nos Estados Unidos existe um Movimento (ou Ação) Nacional Contra a Obesidade?Nem eu, descobrí agorinha enquanto fazia uma leitura de alguns fat-blogs que eu adoro muito. Criada por uma relações públicas (e agora uma "conselheira da saúde" como ela se auto entitula) chamada MeMe Roth o MNCO é uma associação "totalmente voluntária dedicada a reverter a crise de obesidade eliminando aceleradores de obesidade e doenças contidas nos alimentos, eliminando a má alimentação servida às crianças em escolas e centros infantis e erradicando a Obesidade de Segunda Mão (isto é, obesidade que passa de uma geração a outra) além de encorajar exercícios para todas as idades". O MNCO se preocupa com a alimentação das crianças, motivo pelo qual MeMe foi até a YMCA (a Associação Cristâ de Moços americana) pedir para que outro tipo de lanche fosse servido às crianças e não os eventuais lanches cheios de calorias e gorduras. Além disso, no site do MNCO foi lançado um boicote à compra dos famosos biscoitos vendidos pelas escoteiras dos EUA. Exagero ou não, num ponto eu concordo com MeMe: a nossa alimentação tem passado por diversas mudanças e eu acredito que o mundo esteja comendo mal ultimamente, até porque uma alimentação saudável (como já falamos aqui) às vezes custa muuuuito mais caro do que um fast food ou uma comida pronta. Acho que campanhas como essa não devam ser desencorajadas, porque é fato que as crianças precisam comer melhor, pelo menos eu acredito que exista diferença do que as crianças comiam na minha época para o que elas comem hoje, pois a gama de produtos industrializados é infinitamente maior. Mas por outro lado, certas declarações feitas por ela, me incomodam profudamente e denotam uma relação problemática com o próprio peso e a comida: Quando eu estava no jardim de infância ninguém me ensinou a ter vergonha da obesidade até o dia em que, no meu aniversário, minha mãe viria trazer o bolo para a minha sala, eu abaixei a cabeça porque eu sabia que dentro de minutos a minha mãe estaria alí e todo mundo ia saber que a minha mãe era gorda. Eu me sentí com vergonha. Eu fiquei grata porque no final do quarteirão tinha uma mãe mais gorda que a minha mãe. Declarou MeMe certa vez.

Acredito que a preocupação com a saúde, com aquilo que comemos é algo totalmente válido, afinal hábitos saudáveis levam a uma vida saudável, pelo menos é no que acredito. Mas, espalhar uma estigmatização ou um olhar preconceituoso não é nada saudável. Querer combater a obesidade no sentido de ajudar é efetivo ou pode ser efetivo, desde que ninguém precise ser humilhado e perseguido por isso. E que ninguém tenha vergonha de ser o que é, porque viver com vergonha, como no relato acima dado por MeMe é na minha opinião uma prova descomunal de falta de maturidade. Saúde sim preconceito não, Meme.